Público que for ao Rock in Rio este ano pagará mais caro pelo transporte

Serviço de ônibus oferecido pelo festival custará, em alguns casos, 50% a mais do que em outras edições

(Foto: Flickr/Rock in Rio)

Cariocas e turistas que forem ao Rock in Rio este ano vão ter que desembolsar uma quantia maior na hora de se deslocar até o festival. Isso porque, diferentemente de outras edições, a própria organização do evento é quem irá disponibilizar o transporte de massa, em substituição ao BRT, para levar os fãs até o Parque Olímpico, onde acontece a festa.

Batizado de Rock Express, os 160 ônibus, entre normais e articulados encomendados pelo Rock in Rio, que irão fazer o transporte da grande maioria dos passageiros, da estação Jardim Oceânico do metrô, e do terminal Alvorada, ambos na Barra da Tijuca, até a Cidade do Rock, está custando R$ 22 + ,099 de taxa, totalizando R$ 23,00.

O valor é maior do que a integração convencional metrô + BRT, que custa R$ 8,15 (dando um total de R$ 16,30 ida e volta) e deixava os expectadores na estação Centro Olímpico, a poucos metros de onde será realizado o festival. O novo serviço operado pelo Rock in Rio vai gerar um aumento de R$ 6,70 se comparado com os valores praticados atualmente de uma integração normal entre metrô + BRT.

No caso de quem embarca no terminal da Alvorada, o custo é ainda maior, a tarifa para chegar ao Parque Olímpico em dias sem Rock in Rio é de 4,05 (R$ 8,10 ida e volta). Com o Rock Express, que custa R$ 22,00, esse valor sofre um aumento de R$ 13,90, mais de 50% de alta.

Ao DIÁRIO DO RIO, o Rock in Rio disse que “O Rock Express é um serviço privado, que está sendo oferecido pelo Rock in Rio porque o BRT não está em condições de abraçar a alta demanda com o público do festival”.

A produção do evento ainda informou que “O Rock Express leva o público pagante ao festival de forma rápida e segura”.

Contudo, a organização do espetáculo não esclareceu os motivos que justifiquem o aumento expressivo na tarifa, se comparado ao que era desempenhado pelo BRT nos últimos anos.

Já a Secretaria Municipal de Transporte disse que a operação e a sinalização será toda conduzida pelo Rock in Rio, mas os passageiros serão divididos entre os que vão para o Rock in Rio e os que usarão o BRT normalmente.

Ainda segundo a pasta, o objetivo é “impactar o mínimo na rotina do passageiro que vai utilizar o BRT e facilitar a ida do público ao Rock in Rio.

Rock Express, Primeira Classe e mais: as principais opções de transporte para chegar ao Rock in Rio

Por não ser um serviço de transporte público, o Rock Express não terá nenhum tipo de gratuidade ou prioridade para o embarque. A produção do Rock in Rio garantiu que boa parte da frota oferece acessibilidade para cadeirantes. Cada ônibus Rock Express terá capacidade de 120 lugares, em pé e sentados.

Vale lembrar que durante os dias de Rock in Rio, o BRT não fará transporte para o festival. O Rock Express vai funcionar todos os dias de evento, das 12h às 5h da manhã.

Durante os dias do festival, as linhas do metrô terão um esquema especial de funcionamento 24h: a estação Jardim Oceânico ficará aberta para a entrada e saída de passageiros 24h por dia. As demais estações, permanecerão abertas para desembarque de passageiros.

Estações de BRT fechadas

Quem for utilizar o BRT nos dias de Rock in Rio deve ficar atento as interdições das seguintes estações:

  • Morro do Outeiro (fechada a partir de 20/09)
  • Terminal Centro Olímpico (já está fechada/ previsão de abertura: 13/09)
  • Parque Olímpico (fechada entre 10h e 06h)
  • Rio 2 (fechada entre 14h e 06h)

Estações BRT 24h

  • Rio Centro e Minha Praia

Horário normal

  • Pedro Correia
  • Rede Sarah


Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. São ônibus convencionais vindos de São Paulo de modelo piso baixo. Só para efeito de comparação, uma passagem Madureira – Petrópolis com ônibus rodoviários está 23,00.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui