‘Puxadinho de luxo’: imóvel irregular é demolido de cobertura em Ipanema, na Zona Sul do Rio

O ‘puxadinho’ foi erguido em um prédio comercial na Rua Maria Quitéria. O edifício tem autorização apenas para cinco andares, mas já estava no sétimo; o subprefeito da região afirmou que ‘não importa se é no morro ou no asfalto, irregularidades serão combatidas’

Foto: Divulgação/Subprefeitura da Zona Sul

Na manhã desta quarta-feira, (31/08), a Subprefeitura da Zona Sul e Secretaria de Ordem Pública realizam mais uma operação de demolição de construção irregular. Desta vez, o alvo foi um “puxadinho de luxo” erguido em um prédio comercial na Rua Maria Quitéria, em Ipanema.

O edifício tem autorização apenas para cinco andares, mas já foram construídos outros dois. Acima desses pavimentos existe ainda uma área destinada à casa de máquinas do prédio. Além de todas as alterações feitas de forma irregular nos pavimentos, também foi modificada a rede de incêndio, o que poderia causar risco ao edifício.

Vídeo: Subprefeitura da Zona Sul

“Mais uma vez reforçamos que não vamos compactuar com o crescimento desordenado, não importa se é no morro ou no asfalto, seguimos combatendo as irregularidades”, afirmou, Flavio Valle, subprefeito da Zona Sul.

As construções são ilegalizáveis, uma vez que não atendem itens como gabarito e altura. As obras em questão foram embargadas pela SMDEIS e após serem autuadas pelo descumprimento da determinação municipal ainda foram intimados a realizar a demolição destas construções irregulares.

Brenno Carnevale, secretário de Ordem Pública, alega que a Prefeitura tem o foco de acabar com a desordem na cidade. “A gente atua em áreas que sofrem influência do crime organizado, para demolir construções ilegais que servem como financiamento de crime organizado, como a milícia. Atuamos também em localidades que estão correndo risco de desabamento e também atuamos para proteger a legislação urbanística e o crescimento ordenado da cidade. Esse de hoje é um exemplo de crescimento desordenado, com descumprimento absoluto das regras urbanísticas que podem causar graves prejuízos estruturais a essas edificações, o que coloca em risco a integridade das pessoas. A Prefeitura vai seguir fazendo esse trabalho com foco na preservação da vida e na retomada da ordem pública da cidade” destaca Carnevale.

Também participam da operação a Coordenadoria Técnica de Operações Especiais (COOPE), Guarda Municipal, Comlurb, Rio Luz, Light, Águas do Rio e Polícia Militar.

Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. Senhor Flavio Valle, subprefeito da Zona Sul, dá uma olhadinha no cemitério São João Batista, que teve a sua área superior invadida por casas e prédios de 2 e 3 andares, uma vergonha!.
    Alguém precisa fazer alguma cois!.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui