Praia do Recreio - Foto: Reprodução/Internet

Quando a quarentena irá acabar? Quando poderemos sair, novamente, sem medo? Quando nossa vida retornará ao normal? Quando… São, realmente, muitas perguntas e poucas respostas. Estamos com ansiedade de sobra, com certeza. Queremos muito sair, desejamos muito a normalidade e que tudo acabe, passe, como um pesadelo. Infelizmente, não é um pesadelo, é real, porém, irá passar, sim, acredite. Entretanto, precisamos primeiro seguir as orientações dos profissionais de saúde (fique em casa / tenha cuidado) e dos psicólogos (evite o bombardeio de informações / estabeleça uma rotina / pratique meditação / desenvolva uma atividade que goste…). É neste ponto que aproveito para dar minha sugestão: aproveite o seu tempo para planejar a sua próxima viagem.

Planejar um passeio é algo realmente agradável. Pode ser tão excitante quanto à própria viagem, afinal, a sua aventura já estará começando. Com as tecnologias atuais podemos fazer muito mais do que escolher os lugares e imaginar um itinerário. É possível conhecer cada detalhe, a melhor rota, os horários, as boas e mais adequadas acomodações, os melhores preços, os pontos turísticos mais visitados, os mais convergentes aos seus interesses, enfim, tudo que for pertinente a um bom programa. Além disso, será uma ótima forma de se ocupar e desestressar. Fará bem para você e para toda a família, se for o caso.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

Sei que alguns vão dizer que viajar não é para todos. Este é um grande engano, um estigma até. Viagens não precisam ser caras ou longas. Muito menos o destino precisa ser distante de seu local de origem. O Brasil e o Rio de Janeiro são bastante versáteis, democráticos, poderíamos dizer, no quesito turismo. Há acomodações e diversões para todos os gostos e bolsos. São inúmeros os pontos turísticos liberados de taxas. Com as acomodações ocorre a mesma coisa. Temos hotéis, pousadas, hostels, com preços e características adequados para cada um. Isto não significa abrir mão da qualidade. As diferenças de preços estão na oferta de itens que, muita das vezes, nem nos interessam.

Haverá gasto? Sim, com certeza, isto ocorre até para ir tomar o suco ou a cerveja no barzinho da esquina, porém, é questão de adequarmos o programa. Assim, planeje, escolha um lugar interessante que caiba em seu bolso. Não precisa ser longe. São muitos os lugares interessantes que não conhecemos e que estão próximos. Pode ser uma viagem de final de semana, um feriado prolongado ou até mesmo umas férias de 30 dias. Eu diria que vale até um bate e volta. O importante é o passeio, a diversão, o desestressar conhecendo novos lugares.

Assim, aproveite esta parada forçada ou este home office estressante, para planejar um bom passeio após a quarentena. O momento é bom para iniciar reservas e combinar preços. O setor turístico foi bastante impactado pelo necessário isolamento social e já oferece pacotes e promoções interessantes para o próximo período. Faça conforme a sua preferência, escolha um pacote, negocie uma estadia, combine um passeio com um guia profissional… Use uma plataforma de reservas, uma agência de viagens, ligue para o hotel que lhe indicaram, não importa o meio, inicie agora a sua viagem. Reúna a família, debata, discuta, saiba para onde cada membro da família quer ir e planeje. Seja para você ou para o grupo, trace agora o seu futuro para uma boa e alegre diversão. A quarentena? Vai passar, tenha certeza. 

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui