Foto: Brasil Coleta

A cidade do Rio inaugura nesta quinta-feira (14/10) uma central de coleta e reciclagem de lixo eletrônico. Dessa forma, a capital fluminense será a sétima cidade brasileira a ofertar esse serviço para a população. As centrais começaram a ser instaladas em junho deste ano e, segundo informações divulgadas pela “Agência Brasil”, já estão presentes em Campo Grande, Florianópolis, Vitória, Distrito Federal, Maceió e Manaus.

A Central de Logística Reversa de Eletroeletrônicos ficará em Realengo, na Zona Oeste. Além do ponto de consolidação, a cidade passará a ser atendida pela entidade gestora com logística que garante a destinação adequada para a reciclagem de eletrônicos.

Resíduo de Equipamentos Elétricos e Eletrônicos (REEE), ou seja, lixo eletrônico, é todo produto elétrico ou eletrônico descartado por não ter mais utilidade. Inclui grandes equipamentos como geladeiras, freezers, máquinas de lavar; pequenos equipamentos como torradeiras, batedeiras, aspiradores de pó, ventiladores; equipamentos de informática como computadores e celulares, além de pilhas e baterias. 

O descarte inadequado dos resíduos causa inúmeros impactos para a saúde da população e para o meio ambiente”, disse o secretário de Qualidade Ambiental do MMA, André França.

De acordo com o Ministério do Meio Ambiente (MMA), o objetivo é que, até o fim de novembro, pontos semelhantes estejam instalados em um total de dez capitais. Ainda segundo o MMA, Curitiba, Goiânia e Fortaleza serão as próximas capitais a receber o serviço.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui