Foto: Divulgação/Block Imóveis

Muitas pessoas pensam que, por estar localizado consideravelmente próximo à Barra da Tijuca, o Recreio dos Bandeirantes, também na Zona Oeste do Rio de Janeiro, possui valores imobiliários automaticamente associados ao bairro anterior. Mas engana-se quem pensa que isso é a realidade. Morar perto da praia pode custar muito menos do que se imagina.

Na verdade, há diversos imóveis no Recreio com preços similares ou até mais baratos do que em bairros da Zona Norte carioca, onde há menos segurança.

A nível de comparação usando exemplos práticos, no Condomínio Nova Barra, na Avenida das Américas, temos uma excelente casa duplex de 214m² de área útil, com 4 quartos (sendo duas suítes), duas vagas de garagem e piscina, custando R$ 1.250.000. Já na Vila da Penha, mais precisamente na Rua Alice Tibiriçá, uma casa de 118m², com os mesmos 4 quartos, 5 vagas de garagem, mas sem piscina, custa R$ 1.350.000.

Já na Rua José Mindlin, localizada atrás do ‘antigo’ Prezunic e próxima ao Clube de Futebol do Zico (CFZ), uma cobertura duplex de 190m², com 4 quartos (todos suítes), com duas vagas de garagem, sai a R$ 810.000. Já em Vista Alegre, bairro vizinho à Vila da Penha, uma casa linear na Avenida São Félix, de 160m², com 3 quartos e 3 vagas de garagem, tem o preço de R$ 1.200.000.

É quase que um ‘senso comum’ pensar que em bairros teoricamente mais ‘requintados’ há imóveis mais caros do que em locais mais humildes. Mas nem sempre é assim, e esses 2 exemplos acimam mostram isso.

Temos o Imóvel que você procura. Block Imóveis

André Toledo, sócio-diretor da Block Imóveis, falou sobre o assunto.

”O Recreio tem sido muito procurado por moradores da Zona Norte, de bairros como Vila da Penha, Vista Alegre, Irajá… O Recreio possui uma segurança muito maior do que esses bairros, e com imóveis com valores equivalentes. Sem contar a projeção do bairro, os quarteirões bem definidos, belezas naturais, vida noturna, enfim. Não se compara o custo-benefício e nem a qualidade de vida do bairro”, disse ele.

20 COMENTÁRIOS

  1. Matéria paga. Faz com que os moradores dos bairros comparados ao Recreio repensem o local e “invadam” aquele bairro, já que a referência não está somente nos valores dos imóveis, mas no que cada um dos novos adquirentes poderão injetar no novo bairro. Toda unanimidade é burra. Se vc tem como morar, trabalhar e ter toda uma infraestrutura de comércio, saúde dentre outros no seu local de moradia, leia-se bairro, vc ainda pode se considerar um privilegiado. Agora more no Recreio, trabalhe no Centro e corra na praia todo dia… só se for de madrugada.

  2. Moro em Vista Alegre, e não troco pelo Recreio, bairro com toda a infraestrutura necessária, shoppings, polo gastronômico, mercados, comércio, e sem contar que estou no meio da cidade do Rio de Janeiro, na cara da Dutra, da Av.Brasil, da TransOlímpica, da linha Vermelha e da linha amarela, chego em qualquer lugar da cidade em menos de 30 minutos.

  3. Muito melhor recreio. Moro em Vila da Penha e aqui os assaltos batem recordes altissimos. Fora que muitos imóveis hoje em vila da penha custam mais caros sim que no Recreio e até a taxa de condominio em alguns imóveis são mais caros também. O bom de Vila da Penha e acesso ao comercio fora isso nada demais.

  4. Matéria ridícula. Haver um imóvel anunciado por 10 milhões na Penha não significa que ele será vendido por esse valor. Anuncio não significa nada. O que vale é o valor de um negócio concretizado.

    Ademais não se tira a valorização de um bairro por um ou outro negócio, mas sim pela média de inúmeros negócios realizados.

    É a segunda vez que vejo matéria com esse título e se a levasse a sério só serviria para que eu não me interessasse mais por comprar um imóvel no Recreio no futuro, pois o colocaria no mesmo patamar que estes outros bairros.

  5. No Recreio, corro na praia e Pedalo entre árvores, vendo o mar. O policiamento está 100% . se no Irajá e Vista Alegre der pra fazer o mesmo, eu acreditarei nessa comparação. ???

  6. […] “Na Block, os corretores vão seguir as recomendações, trabalhando de máscara, mantendo o distanciamento necessário. Estamos preparando kits com álcool em gel para todos. Para que todos tenham a maior segurança possível. Os corretores vão tirar os sapatos ao entrar nos imóveis vazios e para imóveis que estão ocupados, nós vamos marcar com muita antecedência, assim, o proprietário pode se organizar para receber gente na sua casa. Os clientes não param de procurar o mercado imobiliário, mas o momento atual exige novas formas de lidar com o trabalho normal de compra, venda e aluguel de imóveis. É um momento difícil e todos nós temos que ter o máximo de solidariedade e compreensão”, diz André Toledo, da Block Imóveis. […]

  7. O Recreio é bairro com infraestrutura precária, os imóveis à venda na matéria ficam em locais com várias ruas sem calçamento, quando chove alaga tudo, falta água, não tem saneamento, a maior vantagem é a praia que fica 30 minutos de engarrafamento no FDS. Não faz sentido comparar com Vista Alegre, um bairro totalmente residencial, onde o gabarito só permite a construção de prédios com até 3 andares, tem total infraestrutura cobrindo 100% do bairro, talvez o único bairro do Rio sem favela.

  8. Um fator fundamental favorável aos imóveis citados a venda nos bairros de vista alegre e vila da Penha, ignorados, que justificam o valor mais alto: não pagam condomínio (que no recreio é o olho da cara).

  9. Esses locais menos requintados, a que se refere o inocente consultor, são os melhores subúrbios do Rio de janeiro, ótimos locais pra se viver, onde as relações entre as pessoas são o ponto alto.

  10. Te isso por causa dos condomínios exorbitantes e custo de vida bem mais caro , escolas,academias ou qlq outra atividade custa muito mais caro q nas outras regiões da zona norte , sem falar nos restaurantes e lazer !

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui