Foto: Fabiano Rocha/Agência O Globo

A rede estadual de ensino retorna às aulas nesta segunda-feira (01/03). O retorno será feito de maneira híbrida, ou seja, com uma parte on-line e outra presencial, dando prioridade ao ensino presencial para os alunos que vivem em situação vulnerável e não têm acesso à internet

O estado estima que o retorno presencial será de cerca de 70 mil estudantes, em torno de 10% do total de alunos matriculados. Como parte do processo de retorno as aulas, a Secretaria de Estado de Educação (SEEDUC) lança o Applique-se, aplicativo para ensino remoto que está disponível para baixar nas lojas virtuais dos sistemas Android e iOS.

No aplicativo, professores e alunos terão acesso a ferramentas de aprendizagem, como materiais didáticos e exercícios em arquivo de PDF, aulas em áudio e vídeo e acesso ao Google Classroom, plataforma que será usada pelas turmas de cada escola. O usuário poderá navegar pelo software 24h nos sete dias da semana, sem utilizar seu pacote de dados.

Até o mês de abril, os conteúdos no aplicativo estarão focados na revisão do ano letivo de 2020, divididos por anos e séries do Ensino Regular – do 6º ano do Fundamental à 3ª série do Ensino Médio – e fases e módulos da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Com isso, o aluno que hoje está na 2ª série do Ensino Médio, por exemplo, irá clicar no botão “1ª série”, que cursava no ano passado, e acessar o material.

Já a partir de maio, após avaliação de todos os alunos da rede estadual, o aplicativo terá os materiais referentes à série ou ao ano de escolaridade em que o aluno está matriculado. O conteúdo foi feito por professores e equipes pedagógicas e de tecnologia da SEEDUC

De acordo com Comte Bittencourt, secretário de Estado de Educação, o aplicativo é também uma forma de modernização da educação do estado.

“O lançamento do Applique-se faz parte do planejamento estratégico da Seeduc de trazer a educação fluminense para o século XXI. O aplicativo veio por conta da pandemia, mas ficará de legado para os alunos como uma ferramenta importante de aprendizado, em uma interface que dialoga com os jovens, hoje tão acostumados com a tecnologia”, afirma o secretário.

Mais informações sobre os processos de retorno às aulas serão divulgadas pela SEEDUC, posteriormente.

Costa do mar, do Rio, Carioca, da Zona Sul à Oeste, litorânea e pisciana. Como peixe nos meandros da cidade, circulante, aspirante à justiça - advogada, engajada, jornalista aspirante. Do tantã das avenidas, dos blocos de carnaval à força de transformação da política acreditando na informação como salvaguarda de um novo tempo: sonhadora ansiosa por fazer-valer!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui