Reforma de trilhos é aprovada e trem turístico Rio-Minas deve começar a funcionar em dezembro deste ano

As obras do trecho de 37 km já vão começar neste mês de abril, gerando mais de 200 empregos. As cidades pelas quais o Trem Rio-Minas vai passar são: Três Rios e Sapucaia, no estado do Rio de Janeiro. Leopoldina, Recreio, Volta Grande, Além Paraíba, Chiador e Cataguases, em Minas Gerais

Depois de bastante tempo de espera, o trem turístico Rio-Minas tem data para começar a transportar passageiros. No último dia 29/03, aconteceu na Prefeitura de Três Rios (RJ) uma reunião para alinhar o início da reforma e manutenção do trecho de 37 km para a efetivação do projeto e o cronograma de trabalhos foi definido. De acordo com a ONG Amigos do Trem, uma das lideranças da iniciativa, o serviço vai começar a funcionar em dezembro deste ou no máximo em janeiro de 2023.

Foto da reunião

As obras do trecho de 37 km já vão começar neste mês de abril, gerando para os municípios de Três Rios (RJ), Chiador (MG) e Sapucaia (RJ) cerca de 250 empregos diretos. 

“A reunião contou com a participação das prefeituras, apoiadores e representantes da sociedade civil, dentre eles: Ferrovia Centro Atlântica/FCA, Grupo Mil, Prefeitura Municipal de Três Rios, Prefeitura Municipal de Chiador, Prefeitura Municipal de Sapucaia, Sumicity Internet, Sebrae/RJ,  Sicomércio/RJ, Fecomércio/RJ, Acesso Tecnológico. Agradecemos também o apoio íntegro da concessionária Ferrovia Centro-Atlântica, Ministério Público Federal de Minas Gerais, ANTT, DNIT, VALE, Sebrae, Sumicity, Grupo Mil, as prefeituras responsáveis pelos trechos e os membros voluntários da ONG Amigos do Trem e das regionais. Agradecemos, ainda, pela credibilidade e o apreço que todos têm pela OSCIP Amigos do Trem. Somos gratos por todos acreditarem no nosso trabalho e no ser humano que somos e estamos nos tornando! A partir de abril vamos postar fotos e vídeos para vocês acompanharem o dia a dia da reforma e manutenção do trecho”, disse Cyntia Nascimento, presidente da Amigos do Trem.

Documento da Agência Nacional de Transportes

O Trem Rio-Minas vai percorrer oito cidades. Serão, aproximadamente, 300 mil pessoas atendidas diretamente pelo projeto e 12 milhões de pessoas na área de influencia do trecho. A capacidade é de 873 turistas por viagem, 20,952 turistas por mês e 251.424 turistas por ano.

As cidades pelas quais o Trem Rio-Minas vai passar são: Três Rios e Sapucaia, no estado do Rio de Janeiro. Leopoldina, Recreio, Volta Grande, Além Paraíba e Chiador, e Cataguases, em Minas Gerais.

No entanto, o trajeto inicial será Três Rios (RJ), Chiador (MG) e Sapucaia (RJ). Totalizando os 37km aprovados para reforma, como citamos no começo da matéria.

A ONG Amigos do Trem já está com o material rodante operacional. Material rodante são as locomotivas, carros de passageiros, auto de linha, etc. Assim que o trecho for entregue, nós vamos fazer os testes e já iniciar a operação com passageiros”, disse Cyntia.

Advertisement

24 COMENTÁRIOS

  1. Lindo. Uma região maravilhosa. Mas seria muito importante falar em segurança. Já vivemos tão sobressaltados com tanta violência, que não sei se me sentiria segura fazendo um passeio desse se não percebesse segurança durante toda a viagem.

  2. Infelizmente o Brasil sedeu ao lobby da indústria automobilística ao lindo de décadas, deixando assim as ferrovias ao descaso e a predação. Infelizmente as viagens de trem poderiam ser estendidas por todo o país, pois uma única unidade pode, acrescida de outra e transportar carga e passageiros com conforto e passagens mais batatas que as rodoviárias e aereas. O país merecia sim uma opção de viagens e transporte de cargas através das ferrovias. O Brasil é um país continental de vastas planícies e lindas paisagens. Imagino como seria pegar um trem no sul do país e viajar por toda o litoral e voltar pelo centro Oeste do país, cruzando o Pantanal e tantas outras cidades desconhecidas pelo povo brasileiro. Mas é triste ver o país refém das empresas de ônibus e das centenas de caminhões que cruzam o país carregando carregando cargas que um único trem transportaria sem desgaste para rodovias e com menos poluição. Quem sabe um dia.

    • Apoiado. Transporte ferroviário torna as mercadorias mais baratas, e é um grande incentivo ao turismo. Na década d 1970 costumava sair d trem, do Rio, p passar fins d semana em Belo Horizonte ou em São Paulo; inesquecíveis jantares no vagão -restaurante, inolvidáveis transas nas cabines-dormitório.

    • Está certíssimo. Eu sou do tempo que havia, trem: Rio para SPaulo, Rio para Belo Horizonte (com paradas em várias cidades em minas)

  3. Gostaria que voltasse a funcionar as viagens de trem deste a capital do Rio a diversas cidades de Minas! Fazia esta viagem quando criança e era o passeio mais lindo que eu e minha familia tínhamos.

  4. Infelizmente no Brasil tudo funciona na base de troca de favores entre os que tem o poder, é absurdo um país deste tamanho com uma malha rodoviária cara e horrível e tendo vários trechos ferrovia rios abandonados que poderiam servir a população aqui em MG mesmo tem KMs e KMs abandonados com trilhos sendo surra piado e ninguém briga por um projeto nesse sentido só querem roubar, agente cansa eu cansei

  5. Q pena q não é o trecho Rio (estação Leopoldina) – Belo Horizonte. Me lembro q eu, meus pais e meus irmãos fizemos essa viagem. Não sei pq acabaram com essa linha, mas está valendo muito esse projeto de Três Rios até Minas.

  6. É um prazer termos mais essa alternativa de turismo eu, particularmente, terei a oportunidade de conhecer essas mencionadas cidades. Estou aguardando com ansiedade.

  7. Eu como mineiro que sou torço fervorosamente pra que dê tudo certo e não demore muito. Agora porque não estender por mais cidades mineiras com passageiros normas,todos ganham com isto…

  8. Será? Sonho em fazer uma viagem de turismo por trem no Brasil. Vai ser Espetacular! Nosso contorno geográfico é lindíssimo e o lado histórico tem muito a ganhar não só preservando a História mas movimentando as cidades financeiramente. O turismo abre muitas portas e oportunidades às pessoas. Parabéns!

  9. É uma vergonha estarmos falando de um trem turístico em um trechinho de ferrovia que já foi muito além de Três Rios no RJ, e em MG continuava depois de Cataguases até Ponte Nova, interligada a Belo Horizonte. Rodavam trens de passageiros e de carga. A VLI, antiga FCA, comprou a concessão sob responsabilidade de manter a linha férrea. A justiça deveria obrigar a recuperação imediata da extensão completa que a VLI abandonou, sob pena de confisco do patrimônio da empresa.

  10. É uma ótima ideia explorar, as nossas ferrovias tão esquecidas nesse país, particularmente eu acho que podem ser muito mais bem aproveitadas em favor do nosso turismo pois as nossas linhas ferreiras cruzam muitos lugares históricos do nosso país e sem contar também o peso que seria tirado dos nossos caminhões nas estradas, pensem só ao invés de fazer viagens de avião, como seria ótimo uma viagem de trem cruzando vários estados do nosso Brasil, o turismo iria agradecer muito.

  11. Eu não sei porque os trens só é para transporte de carga e grão de passageiro é esquecido e no turismo é muito pouco um país grande e linda como o nosso o turismo é pouco explorado e caro tem que ter trens pra geral assim muito mais pessoais poderia fazer turismo

  12. Infelizmente, esses 37 km iniciais, de Três Rios a Sapucaia, é o trecho mais novo, pois foi remodelado na ocasião da construção da represa e que está melhor conservado. O trecho depois de Sapucaia até Cataguases é o mais crítico, pois além de antigo, está sem manutenção desde 2015 quando passou o último trem da bauxita.
    Espero que a VLi também possa manter pelo menos até Recreio, pois é lá que estão as oficinas de manutenção de locos e vagões. Quanto mais tempo passar, mais difícil e caro será a manutenção da via. Será uma lástima se o trem não puder passar por Além Paraíba e chegar até Recreio, pois são cidades tradicionais na ferrovia. Não entendo o porque de chegar a Três Rios, pois a cidade não tem atrativo turístico algum e esse trecho até Três Rios poderia ser trocado por outro em direção a Minas e chegando pelo menos a Além Paraíba. No mais, torço pelo início rápido dos serviços da via e as viagens.

  13. Interessante! Em 2020, 2018, e desde que foi lançado o projeto, essa autorização de trihos é autorizada e sempre em época de eleiçoes!
    Esse projeto virou plataforma de politicos.
    Creio que a ONG não queria isso, porem, eles dependem dos polticos para conseguirem liberação!

  14. Glória a Deus que logo estaremos dentro de um trem ? pq acabaram ?pra São Paulo também tem quê ter !! Ir a minas gerais vai se tornar agradável e apreciável que não demore muito ??

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui