Dr. Jairinho - Foto: Reprodução

O vereador Jairo Souza Santos Júnior (sem partido), mais conhecido como Dr. Jairinho, teve seu registro de médico suspenso temporariamente pelo Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (Cremerj). Isso acontece como um ”recurso para proteger a população e garantir a boa prática médica”.

A decisão levou em consideração uma possível infração ao Código de Ética Médica, no sentido de ”causar dano ao paciente por ação ou omissão, por imprudência, imperícia ou negligência”.

Jairinho é o principal suspeito da morte de Henry Borel, de 4 anos, que era seu enteado, ocorrida em 08/03. O vereador foi preso em 08/04 junto da mãe do menino, Monique Medeiros.

O Cremerj aguarda os desdobramentos e a conclusão da investigação. Caso Jairinho seja realmente condenado, ele pode ter até a cassação definitiva de seu registro de medicina.

Perda do cargo de vereador também

Vale lembrar que, além do Cremerj, Jairinho pode perder também seu cargo de vereador. Isso porque o Conselho de Ética da Câmara Municipal do Rio está julgando a situação. O processo tem como relator Luiz Ramos Filho (PMN).



Toda manhã o resumo do Rio de Janeiro

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui