Foto: Diogo Vasconcellos (Coordcom/UFRJ)

A reitora da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Denise Pires de Carvalho, foi eleita vice-presidente regional da Organização Universitária Interamericana (OUI). O mandato no consorcio de universidades das Américas irá até o ano de 2023.

Denise destacou que em sua gestão, irá ressaltar a importância da UFRJ e das demais universidades brasileiras no panorama nacional e internacional.

A Organização Universitária Interamericana foi fundada em 1980. É referência na comunidade universitária das Américas. Seus esforços se concentram na implementação de iniciativas estratégicas, em missões e programas de desenvolvimento profissional para oferecer oportunidades às instituições consorciadas.

Gilles Boulet, fundador da OUI, explica que quando fundou a instituição seus eixos estratégicos foram pensados com base no compromisso social, inovação, internacionalização, desenvolvimento sustentável e gestão organizacional/governança.

Eu tinha observado um desconhecimento e uma deplorável ausência de vínculos entre as universidades da América do Sul e da América do Norte. Existia um grande potencial de intercâmbios entre essas instituições que pertenciam a um mesmo continente e, no entanto, não havia nenhuma associação que as reunisse. Pensei, então, que a solução pudesse ser a criação de tal instituição”, lembra Boulet.

Oscar Garrido, presidente da OUI, pontua a importância da rede no cenário social.

 “À medida que as sociedades atuais se tornam mais complexas, as instituições de ensino superior estão conscientes da necessidade de transcender as fronteiras territoriais, gerar alianças estratégicas e compartilhar experiências bem sucedidas para proporcionar o avanço do conhecimento. Em seu horizonte, a OUI tem como grande aspiração transformar-se em líder interamericano e aliado estratégico das universidades para consolidar seu papel de motor de mudança social na busca de superar as desigualdades sociais e promover a sociedade do conhecimento e da aprendizagem”, afirma Garrido.

Já secretário-executivo da instituição, David Julien, comenta sobre a missão do consórcio.

“Há cerca de 40 anos, a OUI se fixou na missão de contribuir para a transformação das universidades a fim de responder a seus contextos sociais e políticos, construindo e criando espaços comuns de cooperação interamericana. Graças a sua liderança e a seus programas, a OUI se consagra a fornecer os meios necessários e uma ampla gama de experiência para implementar estratégias inovadoras de melhores práticas e enfrentar os progressos e desafios setoriais”, destaca.

Costa do mar, do Rio, Carioca, da Zona Sul à Oeste, litorânea e pisciana. Como peixe nos meandros da cidade, circulante, aspirante à justiça - advogada, engajada, jornalista aspirante. Do tantã das avenidas, dos blocos de carnaval à força de transformação da política acreditando na informação como salvaguarda de um novo tempo: sonhadora ansiosa por fazer-valer!

1 COMENTÁRIO

  1. Em resumo e para implantar as politicas norte americanas nas nossas faculdades e para mais um cabide de emprego, e daqueles bem polpudos kk parabens a ela por agora ganhar em dolar, e triste para o pais que cada vez mais se transforma em playgroud de politicas falidas.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui