Foto: Reprodução/Agenda Bafafá

Nesta sexta-feira (09/07), clientes do restaurante italiano Spaghettilândia tomaram um susto ao se deparar com o estabelecimento fechado. Mas não passou disso: apenas um susto, porque o fechamento é temporário. Segundo informações do blog “Lulacerda”, Seu Serafim, responsável pelo restaurante, só aproveitou para fazer algumas reformas depois que a cozinha teve um princípio de incêndio, sem feridos.

Tradicional, o Spaghettilândia funciona na Cinelândia há mais de 70 anos. O estabelecimento sempre foi frequentado por escritores e jornalistas, além de artistas e políticos, pela proximidade à Câmara de Vereadores e aos teatros Municipal e Rival.

O “happy hour” do restaurante é muito reconhecido entre os cariocas: as mesas na ampla varanda do local são disputadas nas sextas-feiras.

Cada vez mais, o Shopping Paço do Ouvidor se fortalece como ponto de encontro no Centro do Rio. Passa no Paço.

E, ainda segundo o blog “Lulacerda”, foi no Spaghettilândia que, em 1955, aconteceu uma briga entre Augusto de Campos e Ferreira Gullar por causa de Oswald de Andrade, contada, em crônica, por Ruy Castro (que também era frequentador) na Folha de São Paulo, em 2016. Augusto teria se referido a Oswald como “irresponsável”, alguém a não se levar muito a sério numa possível revolução da poesia brasileira. Em réplica, Augusto negou o encontro no Spaghettilândia; Gullar confirmou.

De acordo com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), mais de 3 mil já fecharam no Rio desde o início da crise, mas felizmente, o Spaghettilândia não é um deles, e ainda fará parte de muitas noites dos cariocas.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui