Réveillon 2019 na Praia de Copacabana, no Rio de Janeiro - Foto: Gabriel Monteiro/Secom

A Prefeitura do Rio de Janeiro divulgou, na manhã desta sexta-feira (06/08), o planejamento para o próximo Réveillon na cidade. A intenção do Poder Executivo municipal é que haja 13 palcos espalhados pela capital fluminense, sendo 3 deles em Copacabana, na Zona Sul, onde tradicionalmente ocorre a virada de ano mais famosa do mundo.

No anúncio, a Prefeitura divulgou os cadernos de encargo que servem de procura para potenciais patrocinadores para a festa, com empresas expondo suas respectivas marcas. No entanto, vale ressaltar que as comemorações de Ano Novo ainda não estão 100% garantidas de que acontecerão.

Isso vai depender do controle do número de casos e mortes causadas por Covid-19 na cidade, paralelamente ao avanço da vacinação. ”As comemorações do Réveillon estão condicionadas ao cenário epidemiológico da pandemia na capital”, explicou a Prefeitura.

Além dos 3 em Copacabana, os outros 10 possíveis palcos do Réveillon 2022 no Rio serão espalhados da seguinte forma:

  • Boulevard Olímpico (Centro)
  • IAPI da Penha;
  • Praça Guilherme da Silveira (Bangu)
  • Praça Paulo da Portela (Parque Madureira);
  • Praia da Bica (Ilha do Governador);
  • Praia da Capela (Guaratiba);
  • Praia da Moreninha (Ilha de Paquetá);
  • Praia de Sepetiba
  • Praia do Flamengo;
  • Piscinão de Ramos.

Paralelamente, está previsto também o retorno da tradicional queima de fogos na Igreja da Penha, na Zona Norte da cidade.

Vale lembrar que, na virada de 2020 para 2021, não houve comemorações, com poucas pessoas saindo de casa devido ao momento crítico da pandemia que estávamos vivendo á época. Com isso, a intenção da Prefeitura do Rio é que o próximo seja o ”maior Réveillon da história” na capital fluminense.

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui