Foto: Reprodução/Internet

Nesta quinta-feira, a Prefeitura do Rio convidou empresas interessadas a apresentar propostas para o réveillon deste ano. Foram divulgadas também as regras da festa. A tradicional queima de fogos em Copacabana não irá acontecer devido à pandemia do coronavírus, mas são previstos shows com transmissão ao vivo pela internet. O presidente da Riotur em exercício reforçou a importância da responsabilidade social em um evento deste porte.

O Réveillon Rio 2021 terá um novo modelo, devido ao cenário que o mundo se encontra com a pandemia da Covid-19, e o formato será diferente do que já tivemos na cidade. Teremos um réveillon da responsabilidade social e não incentivaremos as pessoas a irem às ruas”, ele disse.

A expectativa da Riotur é que empresas privadas “apresentem projetos criativos e que estejam em harmonia com a realidade atual”. A proposta é que shows sejam realizados sem a presença de público nos principais pontos turísticos da cidade, com transmissão online no formato de live.

Também são previstos espetáculos de iluminação, com luzes e queima de fogos, mas também sem a presença de público. A transmissão dos shows será realizada por meio do canal oficial da Riotur no YouTube, mas também será possível retransmitir por meio de canais de TV, abertos ou fechados.

A empresa organizadora eleita apta para realizar o evento será encarregada de toda a sua organização, desde o desenvolvimento do projeto, que será julgado dentre outros itens pelo seu ineditismo e criatividade, passando pela infraestrutura até a pós-produção do evento da virada”, destacou a prefeitura.

A Convocação do Caderno de Encargos foi publicada na edição desta quinta-feira do Diário Oficial do Município. As empresas interessadas têm até o dia 22 de outubro para enviar suas propostas.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui