No BidIndex, índice que mede a chance de cada uma das concorrentes a sede dos jogos olímpicos, o Rio de Janeiro aparece em 2o lugar atrás de Tóquio que está em 1o na corrida para sediar as Olimpíadas de 2016.

BidIndex

rio_2016_arcos Como se pode ver no quadro acima a diferença entre Tóquio e Chicago (último colocado) é mínima. De acordo com o editor do Gamesbid.com:

Essa é uma corrida expecional. Para 2016, BidIndex não revelou nenhum divisão clara entre os candidatos. Parece que todas as quatro candidaturas são igualmente qualificadas para chegar em primeiro – assim como em último na votação”.

O Rio, de acordo com o site, continua sendo a “carta simpatia” e a grande força de nossa cidade está em ser a primeira vez que as Olimpíadas viriam para a América do Sul. Não podemos deixar de contar o sucesso do Pan do Rio. Por outro lado, chama a atenção o ex-prefeito Cesar Maia através de seu Ex-Blog:

 

CIDADE DA MÚSICA E JJOO-2016!

Como uma cidade que quer sediar os JJOO-2016 não mostra capacidade para completar com 100 milhões de reais a Cidade da Musica? Esse será o equipamento chave para os eventos culturais dos JJOO-2016. Como os avaliadores julgarão as propostas de bilhões de reais, se algo real e concreto não se completa? A reforma do Maracanã para o PAN custou 100 milhões de reais. O projeto para 2014 está orçado em 400 milhões de reais. Um total de 500 milhões de reais apenas para reformas. Os avaliadores do COI não entendem nada de partidos políticos e disputas eleitorais no Brasil.

Quanto ao nosso maior concorrente, ao meu ver, Chicago teve uma grande perda de ponto. Esta perda se deve a crise econômica que fez parte dos patrocinadores retirarem seu apoio somado a ser a única concorrente que não tem 100% de garanatias governamentais.

 

Já Tóquio e Madri sofrem de dois problemas, jogos recentes em seus continentes. Afinal, a Ásia acabou de ter os jogos em Pequim e a Europa terá em Londres em 2012, e nos últimos 50 anos nunca se repetiu continentes

 

O BidIndex é feito pelo site GamesBid.com (especializado nas cidades sedes a Jogos Olímpicos e responsávek pelo BidIndex) e não é baseado apenas na qualidade técnica das candidatas, mas sim como os visitantes do COI podem votar. A história mostra que melhores candidaturas tecnicamnte frequentemente não vencem enquanto outros fatores como geo-política tem um impacto significante.

 

 

BidIndex is not intended to rate the bids based solely on technical quality, but on how the bids will perform based on IOC voting patterns. History has proven that the best technical bids often do not win but other factors such as geo-politics usually have a significant impact.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui