Rio das Artes: encontros preciosos celebram a música africana

Em celebração dupla, o Abayomi comemora seus dez anos e o Fela Day – data que marca o aniversário de Fela Kuti, para o qual, inclusive, o grupo foi formado, há uma década –, recebendo convidados como o também nigeriano Orlando Julius, no Circo Voador, neste sábado (26). A inspiração africana começa já na setxa (25), com o Afro Fridays, no terraço do hotel Selina, também na Lapa, e o fim de semana ainda um leque musical que vai de Alceu Valença ao metal holandês do Epica, passando pelos 70 anos do sambista Jorge Aragão e extensa programação de peças, filmes e exposições, listada logo na sequência. Saudações.

Significado de “encontro precioso” em iorubá, o Abayomi comemoração uma década de atividade fazendo jus ao título, neste sábado (26), quando recebe o cantor e saxofonista nigeriano Orlando Julius entre seus convidados para a celebração do Fela Day, no Circo Voador.

Aos 76 anos de idade, e mais de 50 de carreira, Julius foi quase contemporâneo de outro cantor e saxofonista da Nigéria – aliás, o mais consagrado deles e que motivou a própria fundação do Abayomi – cujo nome também se refere a uma boneca que, na tradição iorubá, simboliza felicidade e alegria.

Foi nesse espírito que o grupos se reuniu, há dez anos, para tocar na primeira edição do dia marca o aniversário de nascimento de Fela Kuti (1938-1997), principal responsável por popularizar o afrobeat – jazz/funk de origem africana e influência psicodélica nos anos 1970 –, ao levar sua banda para os Estados Unidos, em 1969, fugindo de uma guerra civil na Nigéria, lançando músicas como “My Lady Frustration” (considerada faixa inaugural do gênero), “Expensive Shit” e “Water Get No Enemy”, além de tocar com expoentes do crescente jazz-rock, como o baterista Ginger Baker, ex-Cream e Blind Faith, recém-falecido, aos 80 anos.


Na esteira do sucesso de Fela Kuti, cada um com suas próprias características, vieram outros expoentes da fusão africana de jazz, funk, rock e psicodelia como os ganeses Visa-Vis e os também nigerianos Hygrades, Funkees e os Heliocentrics – que, a rigor, já tocavam desde 1966, liderados por Orlando Julius, o qual se junta, no palco do Circo, ao Abayomi e aos outros convidados Di Melo, Preta Leveza (Bia Ferreira e Doralyce) e Thiago Elniño. A banda Samuca toca na abertura do Fela Day, que ainda, nas pick-ups, o DJ Rajão.

Orlando Julius (divulgação)


Pertinho do Circo Voador, atravessando o Largo da Lapa, o afrobeat começa já nesta sexta (25), com o visual do terraço do hotel Selina, onde o pôr-do-sol pode ser visto no happy hour que recebe a festa Afro Fridays, a partir das 18h. 


Com reggae, kuduro (ao qual a edição é dedicada), hip hop, jazz e até samda, a Afro Fridays tem como convidados o músico angolano Cadu A A Carvalho e o DJ Bobzilla.

Fela Day, com Abayomi e convidados

Circo Voador. Rua dos Arcos, s/nº, Lapa. Tel.: 2533-0354. Sábado (26), das 22h às 3h. Entrada: R$ 120 (inteira) / R$ 60 (meia, válida também para quem levar 1 kg de alimento não perecível).

Afro Fridays
Hotel Selina. Largo da Lapa, 9. Tel.: 2506-7800. Sexta (25), das 18h às 23h. Ingressos: R$ 10.

+Mais!

Música

Alceu Valença

O cantor e compositor pernambucano estreia o show “Amigo da arte”, em suas ressalta suas referências literárias, poéticas e filosóficas.

Teatro Casa Grande. Av. Afrânio de Melo Franco 290, Leblon. Tel.: 2511-0800. Sexta (25), às 20h30. Ingressos entre R$ 45 e R$ 120.

R$ 90 (balcão setor 3), R$ 100 (balcão setor 2) e R$ 120 (plateia e camarote). Livre.

Bacamarte

A banda comemora 45 anos de carreira, lembrando o álbum de estreia, “Depois do Fim” – gravado em 1979 e lançado só em 1983 – e encerrando o Carioca ProgFestival, com o fundador Mario Neto (guitarra e violão), mais Marcus Moura (flauta e acordeon), William Murray (contrabaixo), Robério Molinari (piano e teclados) e Alex Curi (bateria), mais a participação especial da cantora Jane Duboc, que fez parte de sua formação.

Teatro Municipal de Niterói. Rua Quinze de Novembro 35, Centro, NIterói.. Tel.: 2620-1624. Sexta (25), às 20h. Entrada: R$ 160 (inteira) / R$ 80 (meia).

Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá

Sem poder usar o nome da banda que fundaram com Renato Russo, devido a disputas jurídicas, o guitarrista e o baterista tocam os maiores sucessos da Legião Urbana acompanhados por André Frateschi (voz), Lucas Vasconcellos (guitarra), Roberto Pollo (teclado) e Mauro Berman (baixo).

Vivo Rio. Av. Infante Dom Henrique 85, Aterro do Flamengo (altura do Castelo). Tel.: 2272 2901. Sexta (25), às 22h. Ingressos entre R$ 90 e R$ 300.
Epica

A banda holandesa de metal comemora os dez anos do disco “Design your universe”.

Circo Voador Rua dos Arcos s/nº, Lapa. Tel.: 2533-0354. Domingo (27), às 18h. Entrada: R$ 260 (inteira) / R$ 130 (meia, válida também para levar 1kg de alimento não perecível).

Guilherme Dias Gomes

O trompetista combina jazz, bossa nova, blues e baladas.

Triboz. Rua Conde de Lages 19, Lapa. Tel.: 2210-0366. Sábado (26), às 21h. R$ 30. 

Jão

Não é o guitarrista dos Ratos do Porão. É o cantor pop, que apresenta seu mais recente disco, “Anti-herói”.

Vivo Rio. Av. Infante Dom Henrique 85, Aterro do Flamengo (altura do Castelo). Tel.: 2272 290. Sábado (26), às 21h. Ingressos entre R$ 60 e R$ 230.

Jorge Aragão

O autor e coautor de sucessos do samba como “Vou Festejar”, “Coisinha do Pai”, “Do Fundo do Nosso Quintal” e “Eu e Você Sempre” (aquela do “aí foi que o barraco desabou”) comemora seu aniversário de 70 anos na quadra da escola de samba, sábado à tarde.

Portela. Rua Clara Nunes 81, Madureira. Tel.: 3256-9411. Sábado (26), às 13h. Ingressos de R$ 50 a R$ 600 (camarote para 15 pessoas). 

Vanessa da Mata

A cantora apresenta o show “Quando deixamos nossos beijos na esquina” e sucessos como “Ai Ai Ai” e “Ilegais”.

Imperator Rua Dias da Cruz 170, Méier. Tel.: 2597-3897. Sábado (26), às 21h. Entrada: R$ 80 (inteira) / R$ 40 (meia).


Exposições
Zanine 100 anos – Forma e Resistência

Museu de Arte Moderna. Av. Infante Dom Henrique, 85, Aterro do Flamengo (altura do Castelo). Tel.: 3883-5630. Terça a sexta, das 12h às 18h. Sábados, domingos e feriados, das 11h às 18h. Até 17 de novembro. Entrada: R$ 14 (inteira) / R$ 7 (meia). Grátis às quartas-feiras.

JoãoPequeno

Ai WeiWei – Raiz

Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro (em frente à Candelária). 

Tel.: 3808-2000. Quarta a segunda, das 9h às 21h. Ate 4 de novembro. Entrada gratuita.
Carlos Vergara – Prospectiva

Museu de Arte Moderna. Av. Infante Dom Henrique, 85, Aterro do Flamengo (altura do Castelo). Tel.: 3883-5630. Terça a sexta, das 12h às 18h. Sábados, domingos e feriados, das 11h às 18h. Até 12 de janeiro de 2020. Entrada: R$ 14 (inteira) / R$ 7 (meia). Grátis às quartas-feiras.

Darwin: Origens e Evolução

Estreia nesta sexta (30), com 295 peças que vão de acervos históricos a obras de arte atuais, mostrando a trajetória do naturalista inglês Charles Darwin até a Teoria da Evolução das Espécies, incluindo sua passagem pelo Brasil, em 1832. Museu do Meio Ambiente. Rua Jardim Botânico, 1008. De terça a domingo das 10 às 18 horas (com entrada até as 17 horas). Até 30 de outubro. 

DiversasAnimais coloridos, lendo livros, são o mote da mostra que Augusto Herkenhoff expõe até 12 de novembro no espaço Zagut (Shopping Cassino Atlântico. Av. Atlântica, 4240, loja 315, Copacabana-Posto 6). Tel.: 2235-5946. Das 10h às 13h e das 14h às 18h, de segunda a sexta. Sábado, das 10h às 13h. Até 12 de novembro.

Egito Antigo – do Cotidiano à Antiguidade

Rua Primeiro de Março, 66, Centro (em frente à Candelária). 

Tel.: 3808-2000. Quarta a segunda, das 9h às 21h. Ate 27 de janeiro. Entrada gratuita.

Teatro

A Ira de Narciso

Com Yara de Novaes na direção, Gilberto Gawronski interpreta o alter ego do uruguaio Sergio Blanco, que lhe rendeu o Prêmio Shell de melhor ator. O monólogo, que mistura ficção e experiências reais de Blanco, parte de uma viagem do dramaturgo à Eslovênia e a ausência de memória sobre o que aconteceu durante o encontro, no quarto do hotel, com um rapaz ao qual ele chega pela internet.

Espaço Sérgio Porto. Rua Humaitá, 163, Humaitá. Tel.: 2535-3846/2535-3927. Entrada: R$ 40 (inteira) / R$ 20 (meia)Sexta, sábado e segunda às 20h; domingo às 19h. Até 4 de novembro.

Otávio Dantas/Divulgação

Agosto

Alexandre Dantas, Guida Vianna e Letícia Isnard integram o elenco dirigido por André Paes Leme que encena o texto do dramaturgo americano Tracy Letts sobre os conflitos de uma família. Os problemas crescem quando seu patriarca desaparece e leva ao embate entre a mãe, que luta contra um câncer, e as filhas, que escondem segredos.

Teatro Petra Gold – Sala Marília Pêra. Rua Conde de Bernadotte 26, Leblon. Tel.: 2529-7700. Sexta a domingo, às 19h30. Entrada: R$ 70 (inteira) / R$ 35 (meia), às sextas e R$ 80 (inteira) / R$ 40 (meia), aos sábados e domingos. Até 3 de novembro.

Ricardo III

Gustavo Gasparani interpreta o polêmica rei inglês do século 15, no clássico texto de William Shakespeare, adaptado pelo ator e por Sérgio Módena, que assina a direção. 

Teatro Cesgranrio. Rua Santa Alexandrina 1.011, Rio Comprido. Tel.: 2103-9682. Entrada R$ 60 (inteira) / R$ 30 (meia) / R$ 15 (estudantes de teatro). Sexta a domingo, às 20h. Até 3 de novembro.

Um casamento feliz

Com direção de J.R. DeVille, Flávio Marinho adapta o texto de Gerald Bitton e Michel Munz. Fábio Villa Verde interpreta o solteirão Heenrique que, para receber uma herança, precisa manter um casamento feliz por um ano, como estabelecido no testamento.

Teatro Maison de France. Av. Presidente Antônio Carlos 58, Centro. Tel.: 2544-2533. Ingressos de R$ 30 a R$ 80.  Quinta, às 18h. Sexta, às 19h30. Sábado, às 20h. Só até este sábado, 27 de outubro.

Cinema

Estreias desta semana:

Downtown Abbey – O Filme

Atores da série, como Maggie Smith, Michelle Dockery e Hugh Bonneville estrelam o elenco da adaptação cinematográfica dirigida por Michael Engler sobre a  família Crawley, proprietária de vasto território rural na Inglaterra do início do século 20.

Zumbilândia – Atire Duas Vezes

Ruben Fleischer dirige a continuação de “Zombieland”, lançado há dez anos. Nesta sequência, Columbus (Jesse Eisenberg), Tallahassee (Woody Harrelson), Wichita (Emma Stone) e Little Rock (Abigail Breslin) vão até a Casa Branca atrás de novos tipos de zumbis que evoluíram durante a década, após se espalharem pelos Estados Unidos.

Os 3 Infernais

Também conhecido como cantor de rock esporrento, Rob Zombie escreve e dirige a terceira fase da história macabra iniciada com “A Casa dos Mil Corpos” e seguida por “Rejeitados pelo Diabo”. Após escapar da cadeia onde esteve preso por dez anos, Otis (Bill Moseley) conhece Winslow (Richard Brake) e, com ele, traça um plano para libertar sua irmã Baby (Sheri Moon Zombie). O trio foge dos Estados Unidos para o México – e, só para não perder a viagem, aproveita para matar uma pá de gente pelo caminho.

A Maratona de Brittany

De saco cheio de sua rotina em Nova York,  tendo que agradar um monte de gente mala, Brittany (Jillian Bell) ainda recebe um diagnóstico preocupante e começar a fazer exercícios. É aí que uma simples corrida no quarteirão acaba por mudar sua vida.

Luta de Classes

Francês de origem árabe, o menino Corentin só se relaciona com crianças parecidas com ele, até que seus amigos trocam de colégio e, então, ele passa a ser ficar só na sala de aula, sem se identificar com mais ninguém.

Alex Câmera 10
Alex Câmera 10Depois sete anos na Turquia, onde se tornou o maior jogador estrangeiro de todos os tempos, Alex decide retornar…

Documentário sobre o craque de vitoriosas passagens por Palmeiras e Cruzeiro – em especial sobre a decisão que tomou em 2013, de deixar o Fenerbahçe, da Turquia, onde era ídolo, e voltar para o Coritiba, que o lançara 18 anos antes. Com depoimentos de Zico, que o treinou na equipe turca, e Dirceu Lopes.

Jornalista especializado em versatilidade desde 1998, de polícia a política, já cobriu das eleições de 2010 à recessão econômica de 2015/2016. Colabora com o canal Rio das Artes, divulgador de cultura e entretenimento na Cidade Maravilhosa.
Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui