Reprodução: Internet / Imagem meramente ilustrativa

A cidade do Rio de Janeiro passará a contar com o Circuito Carioca de Economia Solidária, iniciativa voltada a promover eventos destinados a apoiar a comercialização de produtos artesanais produzidos pela cadeia produtiva de economia solidária. A medida é resultado da aprovação da Lei Nº 7.008/2021, de autoria do vereador Reimont (PT), e foi promulgada pelo presidente Carlo Caiado (DEM). A Lei foi publicada, nesta quinta-feira (19/08), no Diário Oficial da Câmara Municipal.

O vereador Reimont (PT) ressaltou o quão benéfico é para o município do Rio, o incentivo ao consumo e a comercialização de bens e serviços autogeridos e economicamente sustentáveis. “Já existe um Decreto tratando da importância desse tema, mas sentimos a necessidade de se criar uma lei que tem mais força normativa, levando em conta a importância de reforçar os mecanismos de incentivo à comercialização de produtos do segmento da economia solidária, tendo por base os preceitos do comércio justo”, esclareceu o vereador.

A Lei Nº 7.008/2021 prevê a realização de eventos através dos polos comerciais integrantes do Programa Polos do Rio, em com a oferta de produtos solidários e sustentáveis, tais como: artigos de moda, acessórios artesanais, artesanato e produtos recicláveis.

Ainda de acordo com a nova diretiva, os eventos produzidos também podem contar coma ações que promovam o bem-estar do público, como: apresentações musicais, atrações infantis e representações culturais.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui