Nesta sexta-feira (26/11) o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), em parceria com o Movimento Único dos Camelôs (MUCA), inaugura sua primeira cozinha solidária na cidade do Rio. O evento contará com a presença do professor e ativista do MTST Guilherme Boulos (Psol), e conta com o apoio dos mandatos da deputada estadual Renata Souza (Psol), presidente da Comissão de Combate à Miséria da Alerj e do vereador Dr. Marcos Paulo (Psol), presidente da Frente Parlamentar contra Fome do RJ.

A cozinha solidária fica localizada em um antigo prédio próximo aos arcos da Lapa, que foi restaurado pelos movimentos sociais e vai oferecer inicialmente 100 refeições diárias a camelôs cadastrados e também à população em situação de rua. As refeições serão preparadas com alimentos frutos de doação e da agricultura familiar. Os almoços serão servidos diariamente das 11h às 13h e o espaço servirá também de ponto de apoio à comunidade local, inclusive camelôs e entregadores de aplicativo.

“Os movimentos sociais e a sociedade civil estão fazendo o trabalho que deveria ser desenvolvido pelo poder público nessa grave crise de fome e insegurança familiar. Aqui na cidade do Rio, temos lutado pela reabertura dos restaurantes populares em nossa cidade e já conseguimos o compromisso do Governo do Estado para a reabertura de cinco unidades. A prefeitura prometeu criar cozinhas comunitárias, mas até hoje não abriu nenhuma. Vamos aumentar a pressão sobre o poder público, porque quem tem fome tem pressa”, ressalta o presidente da Frente Parlamentar contra a Fome do RJ, vereador Dr. Marcos Paulo. 

No Brasil já existem mais de 27 cozinhas solidárias em funcionamento e a manutenção do projeto é feita com recursos do MTST e de doações feitas por meio da página de financiamento coletivo da campanha na internet. Dessa maneira, a expansão do atendimento é feita de acordo com os recursos disponíveis.

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui