Má notícia para os turistas brasileiros, e para o turismo carioca, o Rio de Janeiro não terá mais voos diretos para Nova York a partir de 30 de março, é o que informa o site Poder 360.

Quem desistiu agora foram a American Airlines, que tem 7 voos semanais do Galeão com destino a antiga Nova Amstrdã, e a Delta Airlines que
opera apenas voos sazonais durante a alta temporada. É a segunda má notícia para o aeroporto carioca, recentemente a Latam disse que não terá mais voos para Orlando. A mesma empresa não opera voos para Nova Iorque desde julho de 2017.

A expectativa da concessionária do Galeão é que “com a retomada da economia do país e do Estado do Rio de Janeiro, os voos da American Airlines para Nova York retornem ao Aeroporto Internacional Tom Jobim e/ou as frequências da Delta se tornem regulares”.

Vamos torcer para que nossa cidade volte ao normal e recupere por completo seu potencial turístico.

Voos fretados da Argentina

Por outro lado, pousou nesta quinta, 3/1, o primeiro voo charter – modalidade que atende demandas sazonais e pessoas que optam por viajar em grupos e comprar pacotes turísticos – da Decolar, maior agência online de viagens do Brasil e América Latina, vindo da Argentina. A aeronave, que trouxe 190 passageiros, foi recebida pelo vice-governador do Estado do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, pelo secretário de turismo do Estado do Rio de Janeiro, Otávio Leite, e pelo diretor de marketing da RIOTUR, Mauricio Werner, além de representantes do RIOgaleão e do trade turístico carioca.

Até 17 de março de 2019, serão 18 chegadas e partidas de Buenos Aires para o Aeroporto Internacional Tom Jobim. O acordo inclui também voos de Santiago. A expectativa é que mais de 3 mil turistas argentinos visitem a cidade, movimentando a economia e gerando mais negócios nos primeiros meses do ano. O destino é um dos favoritos dos argentinos – somente no primeiro trimestre de 2018, o Rio recebeu a visita de mais de 57 mil argentinos, 65% a mais que no mesmo período de 2017, segundo dados da Decolar.

4 COMENTÁRIOS

  1. Enquanto o Terminal 1 estiver abandonado e a infraestrutura no entorno, principalmente de transporte, deixa a desejar, o Galeão só tem a perder, fora outros problemas do estado que já conhecemos.

  2. Sai muito, mas muito mais barato fazer escala no Caribe, do que ir de voo direto… Enquanto o preço for alto, melhor ir via Panama ou outra rota latina, do que o diretão…

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui