Nesta quinta-feira (26/11), foi sancionada pelo governador em exercício, Cláudio Castro (PSC), e publicada no Diário Oficial a Lei 9.107/2020, que autoriza a implantação de um Hospital do Olho no Palácio 23 de Julho, o prédio anexo da Assembleia Legislativa (Alerj). O projeto é de autoria dos deputados Rosenverg Reis (MDB), André Ceciliano (PT) e Marcio Canella (MDB).



Toda manhã o resumo do Rio de Janeiro

A instalação do Hospital do Olho poderá ocorrer após a mudança dos parlamentares para a nova sede, o Edifício Lúcio Costa, também conhecido como Banerjão, localizado no cruzamento da Avenida Nilo Peçanha com a Rua México, no Centro do Rio. A previsão é que o anexo seja desativado nos primeiros meses de 2021.

O governador já tinha aprovado o projeto quando apresentei. A sanção confirma o quanto ele gostou e entende a necessidade de a capital ter um hospital público especializado para cuidar da visão das pessoas. A implementação dessa unidade é crucial para evitar que pessoas fiquem cegas. Espero que os trâmites iniciem logo após a mudança dos deputados“, disse Rosenverg Reis, autor original da medida.

A inspiração do projeto foi o Hospital do Olho de Duque de Caxias, referência na especialidade e que recebe pacientes de todas as regiões. Para o deputado Luiz Paulo (sem partido), ficou claro a necessidade de instalação, na capital, de uma unidade nos moldes da localizada na Baixada Fluminense, mas que não consegue atender a demanda de todo o estado.

Depois de toda a corrupção na Saúde, o Estado está devedor. Queremos que implante o Hospital do Olho, e que não seja gerido por Organização Social, e sim pelos quadros da Saúde“, opinou Luiz Paulo, no momento da aprovação do projeto pela Alerj.

2 COMENTÁRIOS

  1. Tanta coisa para se fazer nesse espaço que deveria ser destinado à Cultura, formando um corredor cultural devido ao número de prédios e monumentos históricos.
    Vão colocar hospital para trazer degradação.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui