Segundo o índice FipeZap, que monitora os valores praticados em 50 cidades do Brasil, o Rio de Janeiro, mesmo com queda de 0,22% em maio deste ano, tem o metro quadrado mais caro do país. No geral, esta metragem custa R$ 9,455 aqui na Cidade Maravilhosa. Contudo, no bairro que tem o custo mais elevado, o Leblon, o valor alcança R$ 20 mil.

Todavia, não é incomum vender um imóvel no Leblon a 30 ou até 40 mil reais o metro quadrado, por exemplo. De acordo com a Sergio Castro Imóveis, o mercado imobiliário na orla do Rio é bastante agressivo.

Atrás do Leblon, os bairros com o metro quadrado mais caro são: Ipanema, Lagoa, Gávea e Jardim Botânico.

“Indiscutivelmente, o Rio de Janeiro continua com uma liderança muito importante para o mercado imobiliário, por ainda ter os imóveis, em geral, mais desejados. Isso decorre do fato que a parte mais importante e desejável da cidade é aquela imprensada entre as montanhas e o mar. E esse lugar onde todos querem morar ainda tem lagoas, morros, montanhas de todo tipo. Sempre vai ter procura no Rio”, afirma Claudio Castro, diretor da Sérgio Castro Imóveis.

Outro fato que torna a orla do Rio de Janeiro interessante no ponto de vista imobiliário é a grande quantidade de imóveis troféus, que são imóveis que as pessoas, por algum motivo, sentem a necessidade de ter.

No outro lado da lista, os mais baratos ficam na Zona Norte, Pavuna lidera, seguido de Cavalcante, Bangu, Coelho Neto.

“O Rio de Janeiro é, e acredito que sempre será, a cidade brasileira mais valorizada para se adquirir um imóvel residencial”, pontua Claudio Castro.

Na comparação nacional, em segundo lugar está São Paulo. Na Terra da Garoa, a média geral do metro quadrado fica em R$ R$ 8.914.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui