Circulação de pessoas na Praça XV, no Centro do Rio - Foto Cleomir Tavares/Diário do Rio

De acordo com dados do Instituto de Segurança Pública (ISP), analisados pelo Instituto Rio 21, apontam para queda no número de denúncias de desaparecimento na cidade do Rio de Janeiro. A série histórica, que tem início em 2003, atingiu seu ápice em 2015, quando 3066 casos de pessoas desaparecidas foram registrados. Em 2020, esse valor caiu para 1465, apresentando uma redução de 52%.

Número de denúncias de pessoas desaparecidas por ano. Fonte: ISP. Elaboração: Instituto Rio21

Em 2021, o mês com a maior quantidade de casos registrados de desaparecimento foi janeiro, com 164 denúncias. Em contraste, o mês com a menor quantidade de casos foi abril, período no qual houve 109 denúncias de pessoas desaparecidas. Já o dado mais recente, de maio, apresentou um número bastante próximo ao de abril: 111 ocorrências foram feitas.

Número de denúncias de pessoas desaparecidas por mês. Fonte: ISP. Elaboração: Instituto Rio21

Das 111 denúncias recebidas em maio, 54 foram registradas em delegacias localizadas na Zona Norte, fazendo dessa a região com o maior número de casos registrados. Já a Zona Oeste foi a segunda região com a maior quantidade de denúncias de desaparecimento, contabilizando 37 casos. Em contraste, as delegacias da Zona Sul e Centro receberam menos de 9 denúncias.


Número de denúncias de pessoas desaparecidas por zona da cidade. Fonte: ISP. Elaboração: Instituto Rio21

Ao analisar historicamente o percentual de denúncias de desaparecimento recebidas por delegacias de cada região da cidade, é possível notar que a Zona Norte e Zona Oeste sempre possuem as maiores taxas. Juntas, somam pelo menos 83% dos casos de pessoas desaparecidas do Rio de Janeiro em todos os anos observados. Os percentuais de denúncias recebidas no Centro e na Zona Sul são baixíssimos, nunca ultrapassando 9%.


Percentual de denúncias de pessoas desaparecidas por zona da cidade. Fonte: ISP. Elaboração: Instituto Rio21

Em maio de 2021, a delegacia que mais recebeu denúncias de pessoas desaparecidas foi a 34ª DP, localizada em Bangu, que registrou 8 casos de desaparecimento. Por sua vez, a 35ª DP, localizada em Campo Grande, foi a segunda delegacia com maior número de registros, contando com 7 denúncias. Ambas delegacias ficam na Zona Oeste da capital.


Número de denúncias de pessoas desaparecidas por delegacia. Fonte: ISP. Elaboração: Instituto Rio21

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui