Semana do Pescado, que acontece em setembro, visa incentivar o consumo de peixes pela população fluminense, além de aquecer a cadeia produtiva do setor / Reprodução: Internet (Imagem meramente ilustrativa)

De 1 a 15 de setembro, será celebrada a Semana do Pescado, uma iniciativa destinada ao incentivo do consumo de pescado e fortalecimento da indústria pesqueira no Rio de Janeiro. O ano de 2021 é 18º ano da campanha iniciada por empresários do setor, após a extinção do Ministério da Pesca e da Agricultura. A Semana do Pescado conta com o apoio da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) e do Sindicato da Indústria do Pescado do Estado do Rio (Siperj).

Sérgio Ramalho, presidente do Siperj, destacou que o desmantelamento da Praça XV, como entreposto pesqueiro, gerou consequências muitos ruins para o Rio de Janeiro, que passou a sofrer com a concorrência mais agressiva de outros estados.  “Desde que foi fechado o entreposto pesqueiro na Praça XV, no Centro do Rio, desarticulou-se toda a estrutura das embarcações, das indústrias, da mão de obra. Além desse problema, há o desgaste com a legislação tributária. Nosso ICMS não prevê o crédito presumido”, afirmou Sérgio Ramalho. Estados, como São Paulo, Santa Catarina, Paraná, são concorrentes agressivos frente o setor pesqueiro fluminense, que tem o seu potencial de vendas enfraquecido por esse concorrência.

A Semana do Pescado pretende criar uma cultura do consumo de pescado, além de estimular toda a cadeia de produção, gerar empregos, renda e desenvolver o grande potencial produtivo nas áreas da aquicultura e da pesca. Para isso, o evento conta com o apoio de pescadores, das indústrias de pescados, dos setores de supermercados, de bares e restaurantes. “Estamos unidos para impulsionar a mensagem: ‘Coma mais peixes’. Os comerciantes participantes darão descontos para quem comer peixe nesta quinzena, inclusive o Mercado São Pedro, em Niterói, que está de braços dados com o Siperj, fazendo a divulgação”, adiantou o presidente do Siperj.

Em 2021, a proposta da Semana do Pescado é promover ações simultâneas em todas as cidades do Rio, ultrapassando ações centralizadas nos grandes polos de produção e consumo de pescado. “Estamos incentivando também a produção de peixes em águas interiores, com o desenvolvimento, por exemplo, da tilápia, de trutas e outras espécies”, disse Sérgio Ramalho.

“Nosso objetivo com a Semana do Peixe é incentivar o consumo de um alimento que é
altamente nutritivo, visando o bem estar do brasileiro, principalmente em um momento
em que o aumento da imunidade se torna muito importante”
, comenta Marcelo Leite, comprador responsável deste setor no Mundial. A expectativa da rede é aumentar as vendas do setor em torno de 20% nesse período, que é perfeito para os amantes de frutos do mar.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui