A Polícia Federal inaugura, nesta quinta-feira (29/07), na Superintendência da PF no RJ, o Centro de Inteligência Policial Operacional da Missão Redentor. O trabalho da operação focará na investigação para prender chefes das facções e das milícias além de atuar na descapitalização patrimonial desses grupos criminosos.

 A coordenação do trabalho será da direção da PF, em Brasília e o grupo terá, inicialmente, três delegados e cerca de 20 agentes. Dez desses analistas virão de outros estados para atuar no Rio de Janeiro.

A Missão vai homenagear o agente Ronaldo Heeren, morto por milicianos há pouco mais de um ano.

1 COMENTÁRIO

  1. Tá na cara que o Bozo está por trás do dexavo, claro, quer monitorar por cima os Grupos de apoio subterrâneo das milícias….

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui