Daniel Soranz e Eduardo Paes - Foto: Rafa Pereira/Diário do Rio

A dose de reforço (DR) contra a Covid-19 no Rio de Janeiro, por ora destinada apenas aos idosos, profissionais de saúde e pessoas com comorbidades, deve ser ampliada à população em geral em 2022. A informação é do secretário municipal de Saúde da capital fluminense, Daniel Soranz, nesta quarta-feira (27).

”O nosso planejamento é fazer a dose de reforço para toda a população a partir do ano que vem. A gente deve começar a vacinar o reforço do grupo de 50 anos em janeiro e, gradativamente, para cada um destes grupos. Claro que a prioridade, se houver a liberação da Anvisa, é a vacinação das crianças”, disse.

Indo mais a fundo, Soranz explicou que há expectativa que crianças de 5 a 11 comecem a ser imunizadas em janeiro ou fevereiro do próximo ano. De acordo com o secretário, a Pfizer, única fabricante que divulgou estudo sobre a eficácia do imunizante no referido público, ainda não solicitou que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) libere a aplicação da vacina nos pequenos no Brasil.

Vale ressaltar que, até o momento, do público autorizado a receber a DR, citado no primeiro parágrafo da matéria, cerca de 600 mil pessoas já foram imunizadas no município do Rio.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui