Lapa é um dos principais polos gastronômicos do Rio - Foto Cleomir Tavares/Diário do Rio

A partir desta sexta-feira (09/04), as restrições no município do Rio de Janeiro começam a ser flexibilizadas.

Depois de 14 dias de pausa emergencial imposta pelo poder público, estabelecimentos gastronômicos, por exemplo, podem voltar a receber público presencialmente, assim como os shoppings centers voltam a funcionar.

Praias e cachoeiras, no entanto, seguem com a permanência vetada.

O que passa a ser liberado:

  • Restaurantes, bares e lanchonetes podem funcionar com presença de público até às 21h, com tolerância de 1 hora para fechamento;
  • Comércio, das 10h às 18h;
  • Órgãos não essenciais da Administração Pública, das 08h às 17h;
  • Museus, galerias, bibliotecas, visitações turísticas, feiras, exposições e congressos e seminários podem funcionar até às 21h.

O que permanece proibido:

  • Permanência nas praias, parques e cachoeiras, assim como as atividades econômicas na faixa de areia e esportes coletivos;
  • Estacionamento na orla, exceto para moradores, idosos, pessoas com deficiência e hospedes de hotéis;
  • Esporte coletivo em áreas abertas ou fechadas, como academias ou aulas particulares;
  • Funcionamento de casas noturnas, festas públicas e particulares e roda de samba e a fins.

Vale ressaltar que o ”toque de recolher” que impede a permanência de pessoas em locais públicos das 23h às 05h permanece.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui