Foto: Jana Sampaio/VEJA

Em entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira (28/02) o secretário estadual de Saúde do Rio de Janeiro, Edmar Santos, informou que o estado do Rio já registra 17 casos suspeitos do coronavírus. Mais cedo o Ministério da Saúde informou que haviam 19 casos sendo investigados no estado, porém a SES-RJ descartou o casal de franceses que foram internados em Paraty, na Costa Verde.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

De acordo com o secretário, os franceses estão com o vírus influenza. Mais cedo, a Justiça do Rio de Janeiro determinou internação compulsória do casal de turistas.

A Guarda Municipal da cidade teve que ser chamada, segundo a prefeitura, porque eles queriam deixar a unidade de saúde onde estavam internados.

Sobre os franceses, Santos diz que o casal procurou a saúde municipal de Paraty espontaneamente, depois “quiseram assinar [a saída] a revelia“.

Então, a Justiça determinou que eles ficassem internados até que saísse um diagnóstico“, explicou. Segundo o secretário, o procedimento está previsto na legislação.

O secretário também afirmou que não tem evidência de casos de coronavírus circulando no estado.

Não temos nenhum caso confirmado de coronavírus no Rio de Janeiro. Mais do que isso, não há nenhuma evidência de que o coronavírus esteja circulando no nosso meio. Nenhum caso confirmado e no Brasil não há circulação sustentada do vírus“, disse o secretário.

No total, são 8 casos na capital (6 moradores e 2 estrangeiros), 2 em Niterói, 1 em Maricá, 1 Macaé, 1 Nova Friburgo, 1 em Resende e 1 Nova iguaçu (estrangeiro). Além desses, uma notificação foi feita por Niterói, mas o local da residência ainda está sendo investigado.

Ainda na entrevista coletiva na tarde desta sexta, Santos alertou para a importância da população se informar com cautela sobre o vírus:

Estamos vivendo uma onda de verdadeiras fake news sobre o coronavírus.”

O delegado da Delegacia Geral de Polícia Especializada, Delmir Gouvêa, que também participou da entrevista, afirmou que notícias falsas difundidas pela internet sobre o coronavírus estão sendo investigados pela Delegacia de Repressão a Crimes de Internet (DRCI).

Brasil teve o primeiro caso confirmado do coronavírus nesta quarta-feira (26/02) em um paciente na cidade de São Paulo.

1 COMENTÁRIO

  1. Embora houvesse afirmado que o casal de franceses foram liberados, esqueceu de combinar com a autoridade do Município de Paraty…
    Parece que não foram liberados pois estaria sendo aguardado outro resultado pendende de exame.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui