Foto: Reprodução Internet

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) emitiu um alerta aos hospitais da rede pública contra a proliferação do sarampo. O aviso aos profissionais de saúde tem como objetivo preparar a rede para atender casos suspeitos da doença. Segundo a pasta, as férias escolares, em que o estado recebe viajantes do país e do exterior, motiva essa atenção especial.

No entanto, as autoridades sanitárias negam a existência de um surto na capital fluminense. Os três casos comprovados na cidade foram de contato com o vírus em outras regiões.

Os riscos de uma epidemia de sarampo no Rio de Janeiro existem e ele são altos, no inverno com o tempo mais frio, o confinamento e o isolamento, fechamento de janelas nos ambientes, como ônibus e vans pode aumentar o número de contágios“, disse o infectologista Edmilson Migowski. O mesmo explicou que a melhor maneira de evitar que os casos ocorram no Rio seria aumentando a vacinação.

A vacina da Tríplice Viral (sarampo, caxumba e rubéola) já está disponível em 232 unidades de Atenção Primária da rede municipal de saúde do Rio, com seus calendários para crianças, adolescentes, adultos, idosos e gestantes. A série histórica da cobertura vacinal na cidade pode ser consultada na página.

Alguns sintomas são: inicialmente uma febre alta, tosse seca e persistente, no quarto ou quinto dia febril dia já pode haver manchas vermelhas pelo corpo, conjuntivite, pode se agravar com pneumonia. A falta de vitamina A faz uma baixa imunidade do paciente e também causa diarreia, que no pior dos casos pode levar a uma úlcera de córnea.

Fonte: Eu Rio

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui