Imagem apenas ilustrat

Em homenagem às vítimas da Covid-19 e aos profissionais de Saúde que atuaram e que seguem se dedicando ao enfrentamento da pandemia no novo coronavírus, o Rio de Janeiro terá um Bosque da Memória, apoiado pela ONU. As árvores serão plantadas na Alameda Sandra Alvim, no Recreio.

A iniciativa, que conta com o apoio da Fundação Parques e Jardins (FPJ), terá uma cerimônia nos dias 12 e 13 de junho com o plantio simbólico de 30 árvores em uma área de 600 m². Mudas de ipê amarelo, guriri, pau-brasil, pitanga, grumixama, graviola, caju, acerola, aroeira e amora foram doadas por familiares e amigos de vítimas da doença, respeitando o bioma local da Alameda, a vegetação nativa de restinga.

Os 30 plantios simbólicos serão divididos em dois dias para evitar aglomerações: no sábado (12/06) e no domingo (13/06), das 10h às 11h30. Durante os plantios serão realizadas cerimônias ecumênicas com a presença do projeto sinfônico A Quarta Corda, formado por adolescentes de diferentes comunidades.

O projeto está aberto a receber famílias interessadas em participar, até o dia 30 de maio. Mais informações pelo e-mail grupo.patativas@gmail.com.

3 COMENTÁRIOS

    • Você deu azar em morar em áreas que o prefeito despreza. Vide a ajuda específica em incentivo fiscal pro restaurante La Fiorentina no Leme… Vá agora a mercearia do bairro Jesuítas tentar conseguir o mesmo benefício?

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui