Pela primeira vez, a cidade do Rio vai ter um Conselho de Favelas, e a população pode contribuir para a construção da iniciativa por meio de uma consulta pública que já está disponível no site Participa Rio. Ao acessar o formulário, o cidadão deve informar, por exemplo, a área do município da residência, e se integra algum movimento social. Na sequência, há perguntas sobre a organização do futuro conselho. Entre elas, se deve ser dividido por regiões, número de membros e qual o melhor critério de escolha dos conselheiros.

Os cariocas têm até 9 de março para dar sua opinião na enquete. Um grupo de trabalho coordenado pela Secretaria de Governo e Integridade Pública já está participando de reuniões desde o início do mês e conta com a participação de representantes das secretarias da Juventude Carioca, de Política e Promoção da Mulher e de Ação Comunitária.

Durante as reuniões do grupo de trabalho está sendo elaborada uma proposta para concretizar os compromissos desse movimento inédito, que é olhar para as favelas e territórios periféricos como espaços de atenção especial. O objetivo do Conselho de Favelas pode ser sintetizado em duas ações fundamentais: aprimorar a elaboração, a execução e o acompanhamento das políticas públicas voltadas para esses territórios e trazer para o debate público vozes e ideias que podem apresentar para os diversos setores da cidade todas as potências produzidas nesses locais.

O comitê de trabalho foi instituído por meio do Decreto 48.398, publicado no primeiro dia da nova gestão.

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui