Foto: André Durão

A Prefeitura do Rio divulgou os dados sobre os três eventos-teste autorizados pelo Instituto Municipal de Vigilância Sanitária (Ivisa) que já completaram o prazo de 14 dias para monitoramento do público presente. Todos foram jogos de futebol: : Flamengo e Grêmio, em 15 de setembro; Vasco e Cruzeiro, em 19 de setembro; e Flamengo e Barcelona de Guayaquil, em 22 de setembro. Para assistir as partidas, as pessoas precisavam estar comprovadamente testadas e vacinadas.

Os jogos do Flamengo, ambos realizados no Maracanã, registraram uma taxa de incidência seis vezes menor do que o Município do Rio. No primeiro, entre os 7.652 torcedores testados, 0,9% apresentou resultado positivo e não pôde ingressar no estádio. Após a quinzena de acompanhamento do público, 10 casos suspeitos de Covid-19 e um confirmado foram identificados. Todos tiveram sintomas leves, nenhum tinha mais de 59 anos, e nove eram homens. Outro dado de destaque é que, entre essas pessoas, quatro tinham completado seu esquema vacinal, e seis tinham apenas a primeira dose.

Já no segundo jogo do rubro-negro carioca, entre os 26.478, apenas 0,2% do público testou positivo, sendo barrado na entrada do Maracanã. Passadas as duas semanas de monitoramento do Ivisa, 25 casos suspeitos e nove confirmados foram notificados. O perfil dessas pessoas, que apresentaram somente sintomas leves, é que todas tinham no máximo 59 anos; 82% eram homens, e 47% tinham o esquema vacinal completo.

Quanto ao jogo do Vasco, sediado em São Januário, 1,1% dos 549 torcedores testaram positivo para Covid-19 e não puderam participar do evento. Passados os 14 dias de vigilância do Ivisa, nenhum caso suspeito ou confirmado foi identificado entre os vascaínos presentes.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui