Rio teve mais de 20 mil infectados por gripe nas últimas 3 semanas

Secretário municipal de Saúde, porém, acredita ser possível controlar a situação já a partir desta semana

Imagem meramente ilustrativa de idosos esperando para tomar vacina contra a gripe em Copacabana - Foto: Brenno Carvalho/Agência O Globo

Nas últimas 3 semanas, a cidade do Rio de Janeiro teve mais de 20 mil pessoas diagnosticadas com Influenza H3N2, subtipo do vírus causador da gripe que tem afetado a população carioca.

Segundo o secretário municipal de Saúde da capital fluminense, Daniel Soranz, esse fato é incomum para a atual época do ano devido à proximidade do verão, mas vai de encontro ao que alguns especialistas sanitários já haviam alertado que pudesse acontecer.

”Todas as síndromes gripais são mais características do inverno. A gente tem algo que alguns já achavam que poderia acontecer, que, quando caísse a circulação do vírus da Covid, poderia aumentar a circulação de outro vírus que ocuparia este espaço. E foi o que aconteceu”, explicou em entrevista ao programa ”Conexão GloboNews” na manhã desta segunda-feira (06/12).

A baixa cobertura vacinal contra a gripe, já que as pessoas estavam mais preocupadas em serem imunizadas contra a Covid e uma baixa circulação da influenza nos dois anos, a doença ganhou espaço, segundo o secretário. Mas ele acredita que o município está no caminho de controlar a doença.

Com perspectiva positiva, Soranz acredita que a situação possa ser controlada a partir desta semana, uma vez que o município receberá uma nova remessa de doses da vacina contra a gripe.

”Com o aumento da cobertura vacinal que a gente proporcionou nas últimas semanas e com mais imunizantes do Ministério da Saúde que estão chegando a partir de terça-feira [07/12], esperamos conter este surto com vacinação e tratamento”, afirmou.

Vale ressaltar que, visando um atendimento mais específico à população e até mesmo tentando evitar que o sistema público de saúde fique sobrecarregado, o Governo do Estado implementou recentemente tendas ao lado de 4 unidades de saúde no Rio: UPAs de Botafogo, Marechal Hermes e Tijuca, além do Hospital Getúlio Vargas, na Penha.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui