Foto: Divulgação

De acordo com o Instituto de Segurança Pública (ISP), entre janeiro e junho deste ano, foram 8.761 casos de assaltos a ônibus no Rio de Janeiro. Esse é o maior número registrado em um único semestre desde o início da série histórica.

Entre janeiro a junho, o número de assaltos a passageiros cresceu 14% no estado, na comparação com o mesmo período do ano passado. A maior parte ocorreu na Região Metropolitana.

Nos municípios do Grande Rio, foram mil casos a mais que no primeiro semestre do ano passado: crescimento de 12%.

Na capital, as três regiões que tiveram maior aumento de assaltos a ônibus foram as áreas dos batalhões da Praça da Harmonia (+66,8%), da Maré (+43,4%) e de Olaria (+43,2%).

1 COMENTÁRIO

  1. Um absurdo o que acontece nos ônibus da Jabour que fazem o itinerário Campo Grande x Castelo (os cjhamados frescões), principalmente o via barra o 2338. Por falta de estrutura física que me impede de conseguir entrar num BRT sou obrigada a pagar 14,50 de ida e 14,50 de volta pela passagem para tentar fazer uma viagem um pouco menos problemática e o que acontece dia sim dia não? Assalto. Os bandidos entram na altura da Salvador Allende, no Recreio, e esperam chegar no tunel da Grota Funda pra anunciarem o assalto. Levam carteira, dinheiro, celular, relógio, tudo e ainda nos ameaçam caso não tenhamos nada pra entregar. Esta semana fomos vítimas duas vezes no mesmo horário e pelos mesmos bandidos. Bateram em um senhor pois o mesmo disse que eles já tinham levado o celular dele dois dias antes!!!!! O horário de 17 horas em diante está sendo a viagem do horror. Mandam o motorista apagar tudo e os passgeiros fecharem as cortinas e não deixa parar mais. Saltam geralmente próximo ao BRT Mato Alto. Essa é a nossa rotina diária e ninguém faz nada.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui