Rio vai cobrar dose de reforço da Covid no ‘passaporte de vacinação’ de todos com 50 anos ou mais

A nova medida também vale para adultos de até 49 anos que tenham recebido a segunda dose há quatro meses ou mais

A Prefeitura do Rio informou nesta sexta-feira (14/01), que todas as pessoas com 50 ou mais deverão ter a dose de reforço da vacina contra a Covid-19 registradas no ‘passaporte de vacinação’ para frequentar ambientes controlados da cidade.

A nova regra também vale para adultos de até 49 anos que tenham recebido a segunda dose há quatro meses ou mais.

A determinação do município também ampliou os locais onde é necessário a apresentação do comprovante de vacinação completo.

A comprovação pode ser feita com o certificado de vacinação digital na plataforma Conecte SUS ou com o comprovante/caderneta de vacinação.

Confira os locais:

Passa a ser obrigatório a apresentação do comprovante em:

Hospedagem em hotéis, imóveis e acomodações de aluguel por temporada (inclusive por aplicativo); clientes sentados em áreas cobertas ou internas de bares, lanchonetes, restaurantes etc; acesso a salões de beleza, estética etc.

Onde o passaporte continua sendo exigido:

Academias de ginástica, piscinas, centros de treinamento e de condicionamento físico e clubes sociais; vilas olímpicas, estádios e ginásios esportivos; cinemas, teatros, salas de concerto, salões de jogos, circos, recreação infantil, pistas de patinação e atividades de entretenimento; visitação turística, museus, galerias e exposições de arte, aquário, parques de diversões, parques temáticos, parques aquáticos, apresentações e drive-in; conferências, convenções e feiras comerciais; entre outros.

3 COMENTÁRIOS

  1. Infelizmente muitas pessoas são indisciplinadas, não respeitam as regras sanitárias obrigatórias. Aprendi que o nosso direito acaba quando transgredimos o direito do próximo. Devemos seguir as orientações dos especialistas e cientistas de saúde. Se é importante a terceira, a quarta dose etc. devemos aderir, independente de nossa vontade. VACINA CURA e estamos vendo o resultado ao longo de 2021… mas aqui tratamos de saúde pública, portanto, não deveria ser cobrada nenhuma vacina. Minha opinião e consciência do coletiva.

  2. O prefeito está gostando de toda esta discricionariedade. O esquema vacinal completo é de 2 doses, não o que o prefeito acha.

    Enfim, assim estamos: a ideia do passaporte já é falida na raiz, porquanto além de criar a cidadania de segunda classe, nem mesmo garante que não haja transmissão – dado que a vacina não impede isso. Agora, não satisfeito, o prefeito quer ir adicionando mais coisas ao passaporte… até quando?! Até quanto?!

    Esse é o problema do autoritarismo: é irresistivel ao gestor ficar pedindo mais e cada vez mais dos outros.

  3. Vou andar com a foto do meu cartão de vacinação do adulto, porque, se depender do ConecteSUS, essa informação vai demorar muito a aparecer!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui