“Rio Vamos Vencer” fará evento para discutir plano para alavancar Turismo do Rio

Associação Rio Vamos Vencer, presidida por Marcelo Conde reunirá as principais lideranças do Turismo para debater iniciativas para incremento do setor

Parque de Madureira em uma quinta-feira a tarde. | Foto: Rafa Pereira - Diário do Rio

Investindo no Rio, o turismo de todo o Brasil cresce junto”. Foi com esse pensamento que a Associação Rio Vamos Vencer (grupo de empresários e executivos, ligados majoritariamente aos setores de turismo, cultura e imobiliário e liderado pelo empresário Marcelo Conde), idealizou o evento “Turismo – Planejamento e Resultados – A Importância do Rio de Janeiro para o Brasil”, que será realizado no dia 16 de março, das 9h às 17h15min, no Hotel Fairmont Rio de Janeiro Copacabana.

O encontro reunirá as principais lideranças da indústria de Turismo e visa promover o debate de iniciativas para o incremento do setor no Rio, de forma a culminar com a elaboração de um plano estratégico para promover a cidade e atrair mais turistas.

Nosso objetivo é buscar caminhos que ajudem o Rio a retomar sua vitalidade econômica e financeira. A indústria do turismo é, sem dúvida, uma vocação do Rio e a necessidade de um plano estratégico para a cidade é urgente. Investindo no Rio, o turismo de todo o Brasil cresce junto”, destacou Marcelo Conde, acrescentando que pretende buscar apoio no governo, a nível federal, estadual e municipal, para atingir a meta.

O empresário destaca o sucesso do Plano Maravilha (1997-2000), implementado pela Prefeitura do Rio com o apoio da Embratur, e que ficou reconhecido como um caso de sucesso.

Ao longo de três anos de atuação, o Plano Maravilha mudou o panorama do turismo carioca, alcançando ótimos resultados no incremento do produto turístico Rio, no Brasil e no exterior. Neste período, saltamos de 2,8 milhões de turistas para 5,3 milhões. Esses números, por si só, já comprovam a importância de um planejamento efetivo”, reforçou o presidente da Associação Rio Vamos Vencer.

O evento conta com o apoio do Bondinho Pão de Açúcar, Fairmont Rio de Janeiro Copacabana, Hoteis Rio, RIOgaleão, STX e Trem do Corcovado. 

Advertisement

2 COMENTÁRIOS

  1. Infelizmente esse tipo de evento exclui os profissionais que atuam no front. Guias de Turismo, motoristas, profissionais da hotelaria, atendentes nos atrativos e equipamentos, são forçadamente invisibilizados, em nome de uma visão única e exclusivamente empresarial. Eu, Arnaldo Bichucher, presidente da Associação LIGUIA – Liga Independente dos Guias Turismo do Rio de Janeiro, declaro incompetente e ineficaz qualquer evento que não dê espaço para expressamos o quanto a infraestrutura turística está abandonada, tornando o dia a dia da atividade um ato de heroísmo.

  2. A cidade do Rio de Janeiro tem atrativos para ser uma das mais visitadas do mundo. Mas para isso precisa melhorar em muitos aspectos. As regiões Centro, Zona Sul e Barra da Tijuca que possuem maior vocação turística estão abandonadas, sem conservação, sujas (calçadas esburacadas, praças e jardins sem nenhum cuidado. Ex.: o Jardim de Alah situado entre a Lagoa e a praia está totalmente abandonado, nas mãos de maloqueiros); não há segurança (o caso do português atacado em Copacabana repercute muito mal). As ruas lotadas de moradores de ruas, pedintes, drogados, desocupados (a pandemia está indo embora, vamos colocar esse povo para trabalhar!). No Leblon, em frente a cafés e restaurantes é comum encontrar moradores de rua deitados, dormindo em pleno sol do meio-dia. Como esses estabelecimentos vão prosperar assim? Qual turista vai querer fazer uma refeição ali? É preciso uma maior ação da Prefeitura e do Estado para este problema. O Rio pode ser tornar uma potência mundial no turismo, mas é preciso trabalhar muito para que isso aconteça.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui