Foto: Reprodução Agência Brasil

O Governo do Rio de Janeiro confirmou nesta sexta-feira (23/07) que mais três pessoas morreram no estado pela variante delta da Covid-19. Além de uma vítima fatal registrada em Duque de Caxias, nesta quinta-feira (22/07), foram contabilizadas duas mortes em São João de Meriti na Baixada Fluminense, e outra em uma cidade ainda em investigação.

Atualmente, a variante delta representa 16% dos casos, mas a cepa gama ainda é a mais comum no estado. A Secretaria Estadual de Saúde informou que, independentemente da do vírus ou linhagem, as medidas de prevenção e métodos de diagnóstico e tratamento da Covid-19 seguem os mesmos, como uso de máscaras e álcool em gel, lavagem das mãos e distanciamento social.

A quarentena de 14 dias é fundamental para qualquer pessoa com sintomas e/ou diagnóstico da doença, qualquer que seja a variante. Além disso, é importante que os municípios continuem avançando no processo de vacinação contra a Covid-19. Estudos mostram que as vacinas hoje disponíveis no Brasil são eficazes contra a variante Delta, principalmente quando há a aplicação das duas doses do esquema vacinal“, concluiu a pasta.

Morte em Caxias

Segundo a Secretaria de Saúde do Município, o paciente que morreu em Caxias pela variante Delta é do sexo masculino, tem 50 anos e é morador de Duque de Caxias.

No dia 26 de junho, ele deu entrada na UPA Beira Mar para o primeiro atendimento. No dia 28, foi internado e transferido para a UTI do Hospital Municipal Dr Moacyr Rodrigues do Carmo, onde morreu no dia 5 de julho.

1 COMENTÁRIO

  1. Considerando a idade (50 anos) da pessoa falecida em Caxias, provavelmente tomou vacina e provavelmente as duas doses.

    Ou seja, a variante Delta vem não é para brincadeira não…
    E tem ainda a variante da variante:
    Delta Plus (de Cingapura) será que chega aqui?

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui