Reprodução: Internet

A Prefeitura do Rio de Janeiro definiu que as empresas de ônibus terão que colocar à disposição da população 100% dos ônibus das linhas de maior demanda, sobretudo nos horários de pico, quando o boletim epidemiológico municipal sinalizar risco muito alto de contágio para a Covid-19. A medida tem como objetivo evitar superlotações no transporte público e, dessa forma frear a expansão da pandemia do novo coronavírus na cidade.

O poder municipal também orientou as empresas a organizarem um quadro de horários das linhas mais utilizadas na cidade nos horários de pico. As linhas menos utilizadas poderão circular com até 40% da sua frota, para que as linhas mais demandadas recebam mais ônibus. O cumprimento das medidas será monitorado também por GPS. As empresas deverão ainda providenciar a limpeza e a desinfecção de terminais, estações e pontos de ônibus.

Os ônibus da cidade já rodam com as janelas abertas, de forma a possibilitar a circulação de ar. O uso de máscaras também é obrigatório no interior do veículo.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui