Foto: Divulgação Alerj

Números divulgados pela Associação Nacional do Petróleo (ANP) sobre o repasse de royalties e participações especiais para Estados e municípios sobre o petróleo e outros combustíveis, mostram que o Estado do Rio aumentou sua receita em 56%. Dando um salto de R$ 3.454.198.670,34, em 2020, para R$ 5.379.012.735,53, neste ano. Os dados forma publicados pelo Jornal O Globo.

O município do Rio também apresentou resultado expressivo, passou de R$ 148.510.920,51, no ano passado, para R$ 191.055.425,97, alta de 29%. Os índices, segundo a ANP, são do acumulado até setembro em ambos os anos.

No que se refere as participações especiais, o aumento é mais significativo para o Estado. Somando os pagamentos dos dois primeiros trimestres de 2021 (os únicos feitos até agora), o Palácio Guanabara recebeu como contrapartida R$ 6.117.836.338,08, muito além dos R$ 2.724.873.936,09 pagos que em 2020, alta de incríveis 125%.

Dobrando sua arrecadação, a Prefeitura do Rio recebeu R$ 115.826.521,06 em 2021, enquanto que em 2020 foram R$ 55.490.397,45 , alta de 109%.

No acumulado, o Estado do Rio já soma R$ 11.496.849.073,61 este ano, muito acima dos R$ 6.179.072.606,43 de 2020 – disparada de 86%. Já a cidade do Rio viu aumentar sua receita em R$ 100 milhões: passou de R$ 204.001.317,96 para R$ 306.881.947,03 (50% a mais).

4 COMENTÁRIOS

  1. REFORMA ADMINISTRATIVA JÁ ! O PÁIS PRECISA ENXUGAR SUA MÁQUINA ADMINISTRATIVA EXTREMAMENTE INCHADA ! NOSSO DINHEIRO VAI PRO RALO TODOS OS DIAS, E ASSIM NÃO TEMOS OS INVESTIMENTOS NECESSÁRIOS! QUANDO SERÁ QUE IREMOS VER A LUZ NO FIM DO TÚNEL????

  2. Infelizmente os dinheiros destes royalties e participações especiais estão todos comprometidos com uma das duas seguintes coisas, ambas péssimas pro povo fluminense: ou foram já antecipados nos governos passados e hoje vão para pagar dívidas que foram feitas para pagar déficits com funcionalismo público aposentado ou então esses dinheiros vão para déficits atuariais do RioPrevidência, que é usado para pagar funcionalismo público aposentado.

    O funcionalismo público estadual, como o municipal e o federal come o orçamento público pelas pernas. O povo fluminense fica com aquele servicinho óóó: uma droga!

  3. Agora só falta fazerem um bom uso desse dinheiro, melhorando infra-estrutura , urbanizando aquelas favelas todas e melhorando a segurança da população

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui