Foto: Divulgação Governo do Estado

Neste sábado (17/10) acontece o Dia D da campanha nacional contra a poliomielite e de multivacinação. Na Capital Fluminense, todas as vacinas presentes nos calendários da criança e do adolescente serão oferecidas, como BCG, hepatite B, penta e tríplice viral.

A campanha começou em 5 de outubro e vai até o próximo dia 30, mas a adesão das famílias cariocas ainda está muito baixa. A dose contra a pólio, obrigatória para crianças de até 5 anos, por exemplo, só atingiu 5,5% do público-alvo até a última terça-feira (13).

A prioridade desta campanha é vacinar crianças contra paralisia infantil, sarampo e meningite. Mas os adultos também precisam se imunizar. O Rio vive um surto de sarampo, doença grave que pode levar à morte.

No Rio, 237 postos — em clínicas da família e centros municipais de saúde — estarão abertos, das 8h às 17h. Veja os endereços dos postos neste link.

Para aumentar o alcance da campanha, a Secretaria Municipal de Saúde também está oferecendo a vacina em farmácias parceiras até 30 de outubro. E mesmo depois da campanha, a vacinação vai continuar nos postos de saúde municipais.

Todas as vacinas presentes nos calendários da criança e do adolescente são parte da campanha. No calendário da criança, que inclui a imunização de crianças até 10 anos de idade, são 14 vacinas no total. São elas: BCG, Hepatite B, Penta (difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e poliomielite), Pólio inativada, Pólio oral, Rotavírus, Pneumo 10, Meningo C, Febre Amarela, Tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola), Tetra viral (sarampo, caxumba, rubéola e varicela), DTP (tríplice bacteriana), Hepatite A e Varicela.

No calendário do adolescente há mais vacinas, além de reforços das imunizações feitas na infância. São elas: Hepatite B, Febre Amarela, Tríplice viral, Difteria e tétano adulto, DTPa, Meningocócica ACWY, HPV quadrivalente e Varicela.

Em conjunto com as vacinas da criança e do adolescente, também é oferecida imunização contra o sarampo para todos da faixa etária entre 6 meses e 59 anos. A medida tem como objetivo evitar a exposição desnecessária da população à Covid-19, aproveitando a ida do responsável pelas crianças à unidade de saúde para atualizar a própria situação vacinal.

Dia D no Estado

Cerca de 1.500 unidades de saúde em todo o estado estarão abertas para atualizar a caderneta de vacinação de crianças e adolescentes. A campanha é uma ação conjunta entre a Secretaria de Estado de Saúde (SES), o Ministério da Saúde e as Secretarias Municipais de Saúde. Ao todo, foram mobilizados cerca de 11 mil profissionais nos 92 municípios do Estado do Rio.

A meta da Campanha Nacional de Multivacinação é aumentar a cobertura vacinal da BCG para 90% e a dos outros imunizantes para 95% até o fim do ano.

Valter Almeida, gerente de Imunização da Subsecretaria de Vigilância em Saúde (SVS) da SES, ressalta a importância da campanha de vacinação e do Dia D em 17 de outubro, que cai num sábado.

“O fim de semana é quando os pais e responsáveis encontram, geralmente, mais facilidade de ir às unidades de saúde, porque não estão envolvidos com suas rotinas profissionais. O sábado, então, é quando a gente faz um chamamento ainda maior para a população”.

As vacinas serão aplicadas nos postos municipais de Saúde da capital e do interior.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui