Luanda de Moraes, nova reitora da Uezo - Foto: Paulo Vitor/Divulgação

Pela primeira vez, uma universidade estadual no Rio de Janeiro será comandada por uma mulher negra. A partir de janeiro de 2021, Luanda de Moraes, de 43 anos, assume a reitoria do Centro Universitário Estadual da Zona Oeste (Uezo), inaugurado em 2005.



Toda manhã o resumo do Rio de Janeiro

Nascida em Rocha Miranda, na Zona Norte, Luanda estudou em escolas públicas e se formou em Engenharia Química pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), em 2002.

Após a graduação, ela se capacitou ainda mais, fazendo mestrado e doutorado em Ciências e Tecnologia de Polímeros, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Em relação à Uezo, sua trajetória na universidade teve início em 2009, quando ingressou na instituição como professora contratada. Já em 2012, prestou concurso e se tornou professora adjunta. Desde 2017, é vice-reitora do centro universitário e atua na orientação de alunos de graduação e pós-graduação em pesquisas acerca de energia renovável em parceria com o Inmetro.

”Tenho plena consciência do que isso significa como um todo. Quando os alunos negros vêm me agradecer pela representatividade, isso reforça a minha missão de seguir em frente. Tenho orgulho em dizer que a Uezo tem mais da metade do seu quadro de alunos composto por estudantes que ingressaram pela política de cotas, baseada no programa da ação afirmativa”, diz Luanda.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui