Carnaval Rio 2018 - Vila Isabel - Gabriel Nascimento | Riotur

Roberto Medina, o gênio por trás do Rock in Rio, é o que diz o colunista Leo Dias/O Dia e o site SRZD. Como se sabe, o prefeito Marcelo Crivella (PRB) cortou a verba da Prefeitura do Rio para as escolas de samba, cada uma ganharia R$ 500 mil, além disso perderam grandes patrocinadores começou com o Guanabara, que em 2019 não terá nem camarote na Avenida, e mais recentemente o Uber, deixando a LIESA um tanto desesperada.

Por isso na noite desta 2ª (10/12) uma reunião de emergência entre os presidentes das escolas de samba do Grupo Especial na sede da LIESA foi convocada e pode mudar drasticamente o carnaval carioca. A assembleia teria sido convocada por Gabriel David, filho de Anísio Abrãao David, da Beija-Flor. Ele apresentou um novo modelo de gestão do evento que passaria a ser comandado por Roberto Medina, dono do Rock in Rio.



E as mudanças já começariam no carnaval do próximo ano, que começa em 2 de março, e em 2020 passaria por mudanças mais radicais. Quem lideraria o grupo de trabalho do carnaval seria Márcio Cunha, diretor de operações do Rock in Rio. O contrato teria duração de 4 anos, com a LIESA continuando com a gestão de ingressos, direitos de transmissões e contratos já firmados. Uma gigante do mercado de auditoria empresarial fará uma intervenção nos contratos da LIESA e a implementação de novas práticas na gestão comercial das escolas.

Se realmente Medina assumir o comando do carnaval, não teremos mais ano que nenhuma Escola de Samba cai, e outras atitudes que afastam público e anunciantes da maior festa do Rio de Janeiro.

Mais informações no SRZD.

Update: O empresário Roberto Medina e a organização do Rock in Rio negam tais informações reafirmando não terem qualquer envolvimento ou negociação com a LIESA/Organização do Carnaval Carioca de 2019.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui