Rock in Rio 2001O ano era 2001. Janeiro de 2001. Eu então com 22 aninhos, topava todas as “bagunças” possíveis com a turma. Aliás, muvuca era comigo mesmo… Onde tinha um amontoado de gente, lá estava eu, em shows, concertos, festivais, jogos,etc.

Lembro-me da expectativa para o Rock in Rio… Toda a preparação, a escolha dos looks, a turma ensaiando músicas para não fazer feio… hahaha. Estive presente em dois dias…

Queria MUITO ver Guns e Red Hot… Dia 14 de janeiro, 10 dias antes do meu aniversário, ganhei de um casal de amigos o ingresso para ver Axl Rose e Cia e poder gritar Welcome to the jungle!!! hahaha Mas antes tive que aturar Carlinhos Brown perguntando quem bebeu água… (lembram disso?)

Naquele dia, no palco mundo se apresentaram Pato Fu (lá da terrinha, sô!), Carlinhos Brown,Ira e Ultraje a Rigor, Papa Roach, Oasis eGuns. Pato Fu conhecido demais da conta né… por mim e pela mineirada que estava lá!

Carlinhos Brown, sem comentários… foi uma chuva de copinhos, seguido de vaias…

IraeUltraje… Me diverti muito. Durante a apresentação descobri o quanto era fã dos dois grupos.. cantei o repertório inteiro.

Papa Roach – tentei buscar aqui na memória, mas não lembro do show… acho q eu pulei tanto com Ira e Ultraje, que na hora do papa Roach eu devia estar exausta e não prestei atenção…

Oasis – Ah… desse eu lembro bem… Eu estava sentada numa canga (Por incrível que pareça, tinha espaço de sobra pra isso…) de costas para o palco, jogando baralho, afinal, nunca curti a banda dos irmãos Gallagher.

Enfim, a hora esperada e Guns surge no palco… Foi incrível, mágico… uma sensação indescritível de ver um ídolo da adolescência tão perto, soltando aquela voz rouca e balançando tudo e todos…

21 de janeiro – o dia mais esperado.

O acesso para a Cidade do Rock estava um caos, a sensação é que tinha o tripo de gente que estava ali no dia do Guns… Fila, empurra-empurra, gente passando mal, sendo esmagada, carregada, etc… Consegui entrar após muito sufoco. Nesse dia, entendi que MUVUCA não é algo de “Deus” e decidi nunca mais me enfiar em lugares com muita gente.

Se apresentaram: Banda Diesel, que sinceramente não lembro do show… O Surto, que cantou aquela ÚNICA música “A Cera” umas 3 vezes… “Um rosto lindo e um sorriso encantador e um jeitinho de falar que me pirou, que me pirou o cabeção…” Então, pirou o cabeção de todo mundo! hahaha Logo depois entrou Deftones, seguido de Capital Inicial… cantei, pulei, cansei, sentei.

Daí, eis que surge Daniel Johns (Silverchair) Pronto! Todas as adolescentes loucas varridas da época soltam gritos e se estapeiam pra ver o loirinho… Foi um troço de doido, sério… eu fiz o caminho contrário… corri deles! hahaha

Quando o Red Hot Chili Peppers subiu ao palco, a cidade do Rock tremeu! O show foi sensacional, não parei 1 minuto, extasiada com a apresentação. Foi um show que ficou gravado na mente, com riqueza de detalhes, sabe… Lembro-me das expressões das pessoas, do coro de milhares de vozes, da alegria contagiante… Foi realmente sensacional! Anthony Kiedis, coisa fofa! Lindo e talentoso!

Enfim, cada um tem o Rock in Rio que merece, né…

Mais feliz que eu, talvez meu pai e tantos outros, que curtiramQueen em1985… debaixo de chuva, na lama…

Para você, que vai curtir o Rock in Rio 2013, fica a dica. Escolha um look confortável. Seja paciente, calmo e cortês. Evite aborrecimentos! Não beba até entrar em coma alcóolico… Você vai perder a melhor parte da festa… Não use drogas! O barato é curtir os shows bem “careta” e se lembrar de tudo depois! Pule, grite, vibre, cante, aproveite tudo… Daqui uns anos, assim como eu, você terá muita história bacana pra contar…

***Esteve no Rock in Rio em outras edições? Conta pra gente!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui