Roubos da estátua de Noel Rosa expõem grave problema

O monumento que retrata o cantor e compositor Noel Rosa, em uma mesa de bar, ao lado de um garçom, está desaparecendo. Em uma sequência de roubos, as estátuas estão deixando de existir. A peça fica na Vila Isabel, na Zona Norte do Rio.

Primeiro foi a mesa. Dias depois, o braço de Noel foi roubado. Da estátua do garçom, só sobraram os pés e uma parte das pernas.

De acordo com a Secretaria Municipal de Conservação, um boletim de ocorrência para a Polícia Civil apurar quem está furtando a estátua foi feito. A mesma Secretaria disse que vai precisar abrir uma licitação para substituir o monumento.

A suspeita é de que os roubos estão sendo realizados para que os pedaços sejam vendidos em ferros velhos da cidade.

Não é de hoje que monumentos são roubados ou vandalizados no Rio de Janeiro. Em prefeituras anteriores, como a de Cesar Maia, as peças eram cercadas na intenção de evitar crimes.

Em janeiro deste ano, um busto de bronze da Imperatriz Teresa Cristina foi roubado da Praça Itália, na Avenida Presidente Antônio Carlos, no Centro do Rio.

Outro emblemático caso na cidade são os óculos do monumento em homenagem ao poeta Carlos Drummond de Andrade. Com muita frequência, o adereço da estátua, que fica em Copacabana, Zona Sul, é roubado.

As autoridades responsáveis pela conservação dos monumentos alegam que destinam esforços para conter problemas do tipo – que seguem acontecendo. O que deve ser feito?

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here