Avenida Cesário de Melo (Foto: Reprodução)

A Avenida Cesário de Melo é uma das principais e mais extensas vias da Zona Oeste do Rio de Janeiro. Ela atravessa diversos bairros da região, como Santa Cruz, Paciência, Cosmos, Inhoaíba, Campo Grande e Senador Vasconcelos. É parte integrante do antigo Caminho Imperial, uma via que unia o Rio ao sertão, passando pela Fazenda dos Jesuítas, ao longo da então Capitania do Rio de Janeiro, nos séculos XVII e XVIII.

Na região, localizam-se as garagens de ônibus da Expresso Pégaso e das antigas Transportes Zona Oeste e Viação Algarve. Na avenida também abriga o Colégio Nossa Senhora do Rosário, Hospital Estadual Rocha Faria, Cemitério de Campo Grande.

Com intensa movimentação de veículos, sobretudo no trecho de Campo Grande, a Cesário de Melo possui acessos para diversas estações do BRT TransOeste, entre elas: Vila Paciência, Três Pontes, Cesarinho, 31 de Outubro, Santa Eugênia, Júlia Miguel, Parque São Paulo.

Mas afinal, quem foi Cesário de Melo?

Júlio Cesário de Melo foi um médico e político nascido em Pernambuco, em 1876. Aos 18 anos, já órfão de pai, viajou para o Rio de Janeiro para estudar Medicina. Sua mãe queria que ser tornasse padre. Sem vocação, prometeu-lhe que faria da medicina um sacerdócio.

Quando chegou ao Rio, em 1894, começou a trabalhar numa farmácia e acabou formando-se Farmacêutico, por ser um curso mais rápido e que lhe traria os meios financeiros para custear o curso de Medicina.

Cesário de Melo continuou os estudos e passou a ser interno da Santa Casa de Misericórdia, tendo se graduado doutor em medicina pela Universidade do Brasil, em 1905. 

Apesar de ter sido convidado para tornar-se o primeiro cirurgião da Santa Casa, preferiu dar outro rumo à carreira. Pelos braços do Sr. Augusto Frederico Burle, foi apresentado a Santa Cruz e as visitas ao bairro apresentaram ao médico a grave situação da saúde pública local. Em 1906 foi convidado a tornar-se médico microscopista do Matadouro de Santa Cruz e aceitou a proposta. 

Nesse mesmo ano, entrou para a vida política filiando-se ao Partido Libertador.

Ao ingressar na política, Dr. Júlio entendeu que somente representando o povo de Santa Cruz junto ao Governo, conseguiria despertar a vontade política para transformar o bairro. Após ser eleito por dois mandatos em 1924 e 1930, Julio Cesário de Mello chegou a Senador em 1935 e ainda se elegeu a vereador em 1948, mas renunciou por já estar muito doente. 

Viveu da política, porque em virtude da promessa feita à mãe, não cobrava seus serviços médicos; em seu consultório e nas visitas domiciliares que frequentemente realizava pelo “sertão carioca”, eram igualmente atendidos aqueles que podiam e que não podiam pagar. 

O ex-senador faleceu em 28 de dezembro de 1952, aos 76 anos. Seu corpo foi velado na sua residência por mais de 15 mil pessoas e o cortejo fúnebre tinha mais de cinco mil pessoas.

Julio Cesário de Melo foi casado com Maria Antonieta Rodrigues Cesário de Mello, com quem teve 07 filhos.



Toda manhã o resumo do Rio de Janeiro

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui