Foto: Divulgação

Uma novidade no tratamento de Covid-19 para o estado do Rio. A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), aprovou nesta quinta-feira (11/03) um projeto de lei que autoriza a utilização do capacete Elmo no tratamento de pacientes com Covid-19 em hospitais estaduais e de campanha.

Projeto de lei n° 3666/2021, do deputado Anderson Alexandre (SDD), possibilita o uso o capacete Elmo, que é um mecanismo de respiração artificial que pode reduzir em até 60% a necessidade de intubação em leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). A tecnologia foi criada e produzida por pesquisadores do Ceará e tem aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Anderson Alexandre, deputado e autor da medida explica a relevância do estado introduzir o mecanismo nos hospitais para tratamento de Covid-19.

“Esse capacete tem eficácia comprovada no Ceará e também em Manaus. Com certeza poderá ser um grande instrumento para salvar vidas e ajudar no trabalho dos profissionais da saúde. Agora confiamos na sensibilidade do governador para que possa sancionar o quanto antes a lei”, afirma o deputado

O aparelho usa um mecanismo de respiração artificial não invasivo, com isso, pode ser aplicado em pacientes considerados de baixa e média complexidade. Além disso, o capacete Elmo pode desafogar os leitos de UTI, evita efeitos decorrentes da intubação, como a sedação por longo tempo e o uso de medicamentos que prolongam o período de recuperação dos pacientes.

A urgência da aprovação em regime de urgência, em função da alta no número de casos de Covid-19. De acordo com o projeto de lei, a aquisição do capacete Elmo deve ser feita com recursos do SUS. Agora, a norma segue para avaliação do governador em exercício, Cláudio Castro (PSC), que terá até 15 dias para sancionar ou vetar a medida.

Costa do mar, do Rio, Carioca, da Zona Sul à Oeste, litorânea e pisciana. Como peixe nos meandros da cidade, circulante, aspirante à justiça - advogada, engajada, jornalista aspirante. Do tantã das avenidas, dos blocos de carnaval à força de transformação da política acreditando na informação como salvaguarda de um novo tempo: sonhadora ansiosa por fazer-valer!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui