Foto: Vacina Oxford, AstraZeneca/Reprodução

O governo do Estado do Rio de Janeiro autorizou a redução do intervalo da 2ª dose da AstraZeneca, com o “objetivo de proteger a população da variante Delta“, segundo o secretário estadual de Saúde, Alexandre Chieppe. A nova recomendação será encaminhada aos municípios nesta terça-feira (13/07) e cada cidade vai decidir se segue a orientação ou não.

O governador Cláudio Castro afirmou que “essa não é uma decisão monocrática do Estado e sim, pactuada com o Conselho de Secretarias Municipais. Há uma preocupação com armazenamento pelos municípios para não haver perda de doses. Não há nenhum prejuízo nessa antecipação“. Ele explicou ainda que o objetivo é ter as pessoas imunizadas mais rápido para evitar a infecção pela Covid-19 entre as duas doses. “Por causa das novas variantes, a decisão foi bem pensada e debatida“, completou.

O DIÁRIO DO RIO entrou em contato com as Prefeituras dos municípios da Região Metropolitana no Rio. Até o momento, apenas Duque de Caxias, São João de Meriti, Magé e Nova Iguaçu confirmaram que irão adotar a recomendação do Governo do Estado.

Confira se seu município irá antecipar a segunda dose:

Rio de Janeiro

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio não reduzirá, neste momento, o intervalo entre a primeira e a segunda dose da vacina AstraZeneca. A medida tem o objetivo de garantir a eficácia máxima do imunizante, seguindo assim, a orientação da bula do fabricante.

Duque de Caxias

A Prefeitura de Duque de Caxias, através da Secretaria Municipal de Saúde, informou que o município passa a adotar recomendação do Governo do Estado, que autoriza a redução do intervalo de aplicação da segunda dose da vacina AstraZeneca de 12 para 8 semanas. A medida tem o objetivo de acelerar ainda mais a cobertura vacinal e o número de pessoas imunizadas contra a Covid-19 no município.

A segunda dose antecipada da vacina AstraZeneca em Duque de Caxias acontece entre os dias 14 e 17/07 e vai contemplar todos que receberam a primeira dose até o dia 17 de maio, o que corresponde a oito semanas e dois dias após a vacinação, seguindo a recomendação da SES-RJ.

Para a vacinação antecipada, o município está disponibilizando 16 postos de vacinação, de quarta-feira (14/07) a sábado (17/07), das 8h às 13h.

A Prefeitura alerta que só poderão receber a segunda dose de AstraZeneca antecipada quem recebeu a primeira até o dia 17/05. Para isso, é obrigatória a apresentação do cartão de vacinação e de documento de identificação no local.

Veja as unidades de saúde que funcionarão, das 8h às 13h, na aplicação da segunda dose de Astrazeneca antecipada:
– UPH Campos Elíseos
– UPH Equitativa
– UPH Imbariê
– UPH Pilar
– UPH Saracuruna
– UPH Xerém
– UBS Antônio Granja (Parque Fluminense)
– UBS Alaide Cunha (Copacabana)
– UBS Barão do Amapá
– UBS José Camilo (Jardim Primavera)
– UBS José de Freitas (Vila Operária)
– UBS Sarapuí
– ESF Jardim Gramacho
– ESF Jardim Leal
– ESF Parada Angélica
– Hospital Municipal Duque (Parque Senhor do Bonfim)

A Prefeitura informou que está disponibilizando o canal direto “Informativo Covid”, através do WhatsApp (21) 98880-9306, para que a população possa tirar dúvidas e obter informações atualizadas sobre a vacinação no município.

Nova Iguaçu

A Secretaria Municipal de Saúde de Nova Iguaçu vai antecipar a aplicação da segunda dose da Astrazeneca/Oxford. O calendário está sendo montado e será divulgado em breve.

Maricá

A Secretaria de Saúde de Maricá informa que a bula da AstraZeneca e a orientação do Programa Nacional de Imunização (PNIi) é de fazer a aplicação da segunda dose entre oito e 12 semanas e Maricá sempre seguiu isso. Enquanto município, Maricá adota a orientação do PNI, mesmo porque, não recebeu ainda orientação para agir diferente por parte do Ministério da Saúde (MS).

Niterói

A Secretaria Municipal de Saúde de Niterói informa que, como não há previsão de antecipação de remessas da AstraZeneca, o município não vai adiantar a segunda dose da imunização contra a Covid-19. O objetivo é que não ocorra falta da vacina para os moradores de Niterói. A campanha de vacinação é planejada de acordo com a quantidade de doses enviadas pelo Ministério da Saúde.

Segundo pesquisas da Fiocruz, a vacina demonstra uma proteção significativa já com a primeira dose. Além disso, a Astrazeneca apresenta a produção de uma boa resposta imunológica quando as duas doses são aplicadas em intervalos de 12 semanas

São João de Meriti

A Secretaria de Saúde de São João de Meriti informou que vai aderir, a partir desta terça-feira (13/07), à redução do intervalo da aplicação da segunda dose da vacina AstraZeneca, para 60 dias, conforme aprovação pela Secretaria de Estado de Saúde. A informação será dada no momento da vacinação. Quem já havia se imunizado não terá antecipação, ou seja, a data marcada no cartão de vacinação está mantida.

Nilópolis

A Prefeitura de Nilópolis informou que até o momento não foi alterado o período para a segunda dose.

Magé

A Prefeitura de Magé informou que está seguindo a orientação da Secretaria de Estado de Saúde de antecipar a segunda dose, atendendo o intervalo mínimo de oito semanas da primeira aplicação para garantir a indicação que consta na bula do imunizante. Sobre como será o calendário, a Prefeitura afirmou que está aguardando as orientações da Secretaria Estadual de Saúde.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui