Marcelo Crivella

Vamos fazer as malas? De acordo com pesquisa do instituto GERP e publicada no jornal O DIA, se as eleições para governador fossem hoje a vitória seria de Marcelo Crivella (PRB), o bispo e senador vence todos os candidatos no 2o turno.

Crivella, no cenário mais provável, fica com 18%, o ex-governador Anthony Garotinho (PR) teria 13%, o senador Lindbergh Farias (PT) teria 7%, empatado tecnicamente com Cesar Maia (Democratas) com 7% e Luiz Fernando Pezão (PMDB) que tem 6%, já Alfredo Sirkis (PSB/REDE) teria 2% e Miro Teixeira (PROS) fica com 1%.

Interessante é que até alguns meses atrás, antes de Crivella lançar a candidatura Lindbergh dominava as pesquisas. Como cada vez é mais incerta sua candidatura não é impossível que o PT o pressione para desistir da candidatura e o partido apoie o PMDB de Pezão para apaziguar os ânimos do partido que já sinaliza apoiar, aqui no Rio, o PSDB de Aécio.

Mas, sobre a frente de Crivella, é bom lembrar que em todas as eleições para cargo majoritário ele sempre larga bem e nunca termina entre os dois primeiros. É que ele já tem uma base de votos que dificilmente votariam em outros candidatos, especialmente entre os fiéis da Igreja Universal. A pesquisa, por exemplo, mostra que 45% dos pesquisados ainda não tem candidatos, sendo que 23% dizem não votar em nenhum dos candidatos e 22% ainda não escolheram.

No 2o turno, Crivella ganha de Garotinho por 31% contra 15%, e de Pezão por 32% a 14%, e de Lindbergh por 30% a 15%. Já se fosse entre Pezão e Garotinho haveria empate técnico, 18% x 20%. Lindbergh e Pezão seria 22% a 15%, e entre Lindbergh e Garotinho outro empate técnico, 21% a 18%.

O Gerp ouviu 870 eleitores (424 homens e 446 mulheres) e registrou a pesquisa no TRE-RJ (protocolo 00003/2014).

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui