A Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento e a Superintendência de Defesa Agropecuária, por meio da Coordenação Setorial de Educação Sanitária, realizaram entre os dias 17 e 18 de maio a capacitação de professores do ensino fundamental de áreas rurais para que possam implantar e implementar o projeto Educação Sanitária nas Escolas Rurais. Nesta segunda capacitação participaram: professores, implementadores pedagógicos, orientadores pedagógicos e responsáveis pelos programas e projetos das Secretarias Municipais de Educação, totalizando 34 participantes de 24 escolas, com envolvimento de mais de 400 alunos.

A capacitação foi feita de forma on-line em parceria com os municípios de Areal, Angra dos Reis, Rio Bonito, Silva Jardim, Barra Mansa, Quatis, Resende, Itatiaia, São Francisco de Itabapoana, São João da Barra e suas Secretarias Municipais de Educação e Agricultura, através da aplicação de material educativo sobre os seguintes temas: febre aftosa, raiva, brucelose, tuberculose, alimentos seguros, teníase, agrotóxicos e destino das embalagens, temas relevantes para a vida no campo.

O intuito é esclarecer os principais aspectos socioeconômicos das doenças, seus sinais clínicos, transmissão, riscos, manejo na vacinação dos animais, prejuízos e prevenção, higidez dos alimentos e a importância do uso correto dos agrotóxicos e destino das embalagens em prol do meio ambiente e da saúde coletiva, de forma lúdica e integrada com outros temas do currículo infantil.

Para o secretário de Agricultura, Marcelo Queiroz, esse projeto conta com uma excelente didática na construção do aprendizado dos alunos, possibilitando um maior conhecimento sobre sanidade agropecuária.

“Além de criar multiplicadores dos temas abordados, queremos que o aluno leve o que aprendeu em sala de aula aos seus familiares, difundindo noções de saúde coletiva através do estímulo à leitura, despertando também o interesse dos jovens pela permanência no campo, entre outros”, explicou o secretário.

Após a capacitação, os professores passam a inserir os temas para os alunos nas disciplinas ministradas. Todo material didático é disponibilizado pela Secretaria de Agricultura. No fim do ano letivo, alunos e professores receberão um certificado de participação.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui