Foto: Maurício Bazilio

Após um ano sem acontecer, em função da pandemia da Covid-19, a Semana da Saúde está de volta ao Centro do Rio para sua 11ª edição. O evento, uma das maiores ações de saúde pública do estado, teve início na última terça-feira (23/11) e acontecerá até a próxima quinta (25/11), das 8h às 16h, no Largo da Carioca. A ação segue todas as medidas sanitárias de controle à pandemia da Covid-19.

Em 2020, a pandemia não permitiu que realizássemos a tradicional Semana da Saúde no Centro do Rio. Mas estamos muito felizes por voltar a promover esta, que é uma das maiores ações de saúde pública realizadas ao ar livre no estado. Queremos chamar a atenção da população para a importância dos cuidados com a saúde, a prevenção e a doação de sangue – disse o secretário de Estado de Saúde, Alexandre Chieppe.

A Secretaria de Agricultura através da sua vinculada Emater-Rio, participa do evento doando cerca de 1200 mudas de árvores frutíferas e hortaliças para quem doar sangue durante os três dias de evento. A doação das mudas tem o intuito de incentivar os doadores a cultivar sua própria horta em casa, além de oferecer acesso a uma alimentação saudável e ao seu alcance.

A Semana da Saúde é um evento de grande relevância para a população fluminense. Passei por um transplante renal em 2017, foram dias difíceis e desafiadores, é muito bom participar de eventos como esse que reforça a necessidade de conscientização sobre a doação de órgãos e sangue. Ser doador é salvar vidas! – destaca o secretário de Agricultura, Marcelo Queiroz.

Estão previstos cerca de 10 mil atendimentos à população durante os três dias de evento. Por dia, são distribuídas 700 senhas para exames de urologia e teste de PSA, mil vagas para aferição de pressão e teste de glicose, 300 para testes rápidos de detecção de Covid-19. Também são realizados diariamente cem testes rápidos de hepatite B e C, sífilis e HIV, outros cem exames de alergia e de função pulmonar, além de cem atendimentos clínicos dermatológicos para avaliação de hanseníase. As senhas estão sendo distribuídas às 7h, e o número de atendimentos é limitado às senhas.

O presidente da Emater-Rio, Marcelo Costa, ressalta a importância de incentivar ações como essa.

– Doar é um ato de amor e cidadania. Quando apoiamos o nosso semelhante atendemos a necessidade de toda uma sociedade. É bom lembrar que levando uma planta pra casa o doador está levando mais vida para o seu lar – destaca Marcelo Costa.

Quem passar pelo local também pode ajudar a salvar vidas, doando sangue no estande do Hemorio ou recebendo orientações sobre como ser um doador de órgãos, no estande do Programa Estadual de Transplantes (PET).  As pessoas que ainda não se vacinaram contra Covid-19 também podem aproveitar o evento para receber a imunização. Estão disponíveis a primeira e segunda doses da vacina, assim como a dose de reforço para maiores de 18 anos.

Além dos atendimentos, o evento conta com palestras sobre saúde do homem, doação de sangue e de órgãos, entre outros assuntos. Também são realizadas apresentações culturais, como concertos de música e dança.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui