Foto Cleomir Tavares / Diario do Rio

A Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (Secec) reabriu nesta segunda-feira, dia 2, a Biblioteca Parque da Rocinha, que ficou fechada durante mais de um ano por conta da pandemia. Durante a cerimônia, a secretária de Estado de Cultura e Economia Criativa, Danielle Barros, anunciou investimentos para o equipamento e para as demais unidades da Secec, que passarão por reformas.

A Secec está em tratativa para a liberação de verba do Fundo Nacional de Cultura para executar melhorias na Rocinha e nas bibliotecas parque de Manguinhos e do Centro. No projeto, estão previstas intervenções como recuperação de estruturas metálicas, melhorias na drenagem pluvial, instalação de circuitos internos de vídeo e de proteção contra raios, aprimoramento dos sistemas contra incêndio, ampliação das redes de telecomunicações e reforma de instalações elétricas e banheiros.

A Secretaria também planeja investir parte da verba na reforma da unidade do Complexo do Alemão, que se encontra fechada, e a criação de uma nova biblioteca para atender a comunidade da Mangueira.

“Sabemos que o investimento em Cultura tem um enorme poder multiplicador na sociedade. Cada centavo gasto no setor ajuda na geração de empregos, na formação dos cidadãos, no estímulo ao turismo e principalmente na transformação do nosso território num espaço de mais alegria, harmonia e desenvolvimento humano. A leitura, sobretudo, transforma as pessoas e é um alento para a alma”, declarou a secretária de Estado de Cultura e Economia Criativa, Danielle Barros.





Costa do mar, do Rio, Carioca, da Zona Sul à Oeste, litorânea e pisciana. Como peixe nos meandros da cidade, circulante, aspirante à justiça - advogada, engajada, jornalista aspirante. Do tantã das avenidas, dos blocos de carnaval à força de transformação da política acreditando na informação como salvaguarda de um novo tempo: sonhadora ansiosa por fazer-valer!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui