Foto: Glauber Carvalho

A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Obras (Seinfra) possui agora um termo de cooperação técnica com a Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF). O documento, que foi assinado na segunda-feira (27/09), firma o apoio da universidade no desenvolvimento de projetos do Instituto Estadual de Engenharia e Arquitetura (IEEA), vinculada à Seinfra.

As negociações para a cooperação técnica foram finalizadas na última semana, em reunião entre o secretário Max Lemos, o reitor Raul Palacio e o presidente do Instituto Estadual de Engenharia e Arquitetura, Marcos Muffareg. “Esta parceria vai permitir que possamos desenvolver com mais velocidade ainda os nossos projetos de infraestrutura e obras para o estado do Rio de Janeiro. Creio que já já teremos grandes novidades por meio do Instituto de Engenharia e Arquitetura”, destacou Max Lemos.

O termo de cooperação técnica foi assinado por Marcos Muffareg. “A universidade vai ajudar muito a Seinfra, apoiando os trabalhos de projetos, acompanhamento de obras e prestação de contas, com o seu corpo docente e os profissionais que atuam na universidade. Eles vão nos auxiliar naquilo que mais temos necessidade, que seria mão de obra para tocar este mundo de obras que estamos contratando agora. O IEEA é o que supre a Seinfra e as demais vinculadas, então seremos o ponto focal desta parceria”, completou Muffareg.

Para o reitor Raul Palacio, a parceria será uma forma de contrapartida para a sociedade. “Esta ação nos deixa muito contente por vários motivos. Primeiro porque a universidade vai fazer o que ela faz de melhor que é atender a sociedade, porque são obras públicas que serão realizadas junto com o IEEA. Segundo porque terá a participação tanto do professor quanto dos estudantes, inclusive de alunos recém-formados que, de alguma forma, estarão retribuindo com aquilo que a sociedade contribuiu com eles. Então é uma forma de contrapartida para todos aqueles recursos que foram colocados nos estudantes da nossa instituição. Vamos trabalhar muito para que dê certo, porque isso é o estado aproveitando toda a estrutura que o próprio estado tem para poder atender a população. E nesta cooperação entre as duas instituições quem se beneficia é a população”, explicou Palacio.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui