Foto: Divulgação

Nesta segunda-feira (26/07), a Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, desarticulo ações criminosas de construção de um loteamento irregular em Guaratiba, na Zona Oeste do Rio. Há uma semana, a Patrulha Ambiental havia embargado as atividades de terraplanagem e retirada de saibro num terreno de 35 mil metros quadrados na zona de amortecimento do Parque Estadual da Pedra Branca. Como houve reincidência, uma escavadeira foi apreendida. Fiscais verificaram retirada de vegetação nativa na Rua Caminho da Toca Pequena, que fica a 2,5 quilômetros do Helicentro de Guaratiba.

A operação contou com apoio da Polícia Militar Ambiental. Uma guarita do condomínio – identificado como Residencial Namaisterra – foi demolida. A estrutura ficava na Estrada do Morgado. Segundo fiscais, havia abastecimento irregular de energia no loteamento.

“Fizemos um sobrevoo e verificamos que a máquina continuava operando. Apreendemos a retroescavadeira. Não vamos admitir esse tipo de parcelamento do solo em áreas protegidas“, disse o coordenador de Defesa Ambiental da Secretaria, José Maurício Padrone.

A Zona Oeste tem sido alvo prioritário das ações de combate a crimes ambientais pela Secretaria de Meio Ambiente. Desde o início do ano, mais de 50 ações foram feitas. Em maio, um condomínio que vinha sendo erguido irregularmente, em Campo Grande, foi derrubado. O loteamento estava sendo construído sem nenhuma licença ou autorização do poder público, na encosta do Morro do Cabuçu, acesso ao Monte das Oliveiras.

No local, o órgão apontou diversos risco ambientais como a supressão de Mata Atlântica, aterro de uma canaleta de drenagem d’água e movimentação de terra, sujeitos a deslizamentos

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui